Trabalhadores culturais ocupam secretaria por renúncia de Sturm

"Fora, Sturm", diz faixa pendurada no prédio da Secretaria de Cultura da Prefeitura de São Paulo, dois dias depois de o secretário André Sturm ter ameaçado um agente cultural durante uma reunião; integrantes da Frente Única Pela Cultura (FUC) ocuparam o prédio e informam que só deixarão o local após sua renúncia

"Fora, Sturm", diz faixa pendurada no prédio da Secretaria de Cultura da Prefeitura de São Paulo, dois dias depois de o secretário André Sturm ter ameaçado um agente cultural durante uma reunião; integrantes da Frente Única Pela Cultura (FUC) ocuparam o prédio e informam que só deixarão o local após sua renúncia
"Fora, Sturm", diz faixa pendurada no prédio da Secretaria de Cultura da Prefeitura de São Paulo, dois dias depois de o secretário André Sturm ter ameaçado um agente cultural durante uma reunião; integrantes da Frente Única Pela Cultura (FUC) ocuparam o prédio e informam que só deixarão o local após sua renúncia (Foto: Charles Nisz)

SP 247 - Trabalhadores da área cultural ocuparam o prédio da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo nesta quarta-feira 31 e decidiram que só deixarão o local quando o secretário André Sturm renunciar ao cargo.

A ação é uma resposta dos movimentos de cultura da cidade contra o desmonte que tem sido realizado pela gestão do prefeito João Doria (PSDB) desde o início do ano, com congelamento da verba da pasta, ameaças ao Movimento de Cultura Periférica e irregularidades nos editais e processos culturais da cidade. Mais de 50 trabalhadores de diferentes áreas ocupam o prédio neste momento.

Além disso, nessa semana, Sturm ameaçou um agente cultural durante uma reunião, anunciando que 'quebraria sua cara' (relembre aqui). 

É a segunda ocupação em uma secretaria municipal de São Paulo em menos de um mês. Ainda em maio, manifestantes ocuparam a Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247