Trabalhadores farão vigília no Pinto Martins para pressionar deputados federais

Trabalhadores ligados às principais centrais sindicais e representantes das Frentes Brasil Popular e Povo Sem medo farão nova vigília amanhã (18), no saguão do aeroporto Pinto Martins para pressinar os deputados federais a votar contra os ataques aos direitos dos trabalhadores propostos pelo governo Michel Temer; a manifestação está prevista para começar às 04:30h, horário em que os deputados começam a chegar para o embarque para Brasília

Trabalhadores ligados às principais centrais sindicais e representantes das Frentes Brasil Popular e Povo Sem medo farão nova vigília amanhã (18), no saguão do aeroporto Pinto Martins para pressinar os deputados federais a votar contra os ataques aos direitos dos trabalhadores propostos pelo governo Michel Temer; a manifestação está prevista para começar às 04:30h, horário em que os deputados começam a chegar para o embarque para Brasília
Trabalhadores ligados às principais centrais sindicais e representantes das Frentes Brasil Popular e Povo Sem medo farão nova vigília amanhã (18), no saguão do aeroporto Pinto Martins para pressinar os deputados federais a votar contra os ataques aos direitos dos trabalhadores propostos pelo governo Michel Temer; a manifestação está prevista para começar às 04:30h, horário em que os deputados começam a chegar para o embarque para Brasília (Foto: Fatima 247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Ceará 247 - Na luta contra os ataques aos direitos dos trabalhadores feitos pelo governo de Michel Temer, trabalhadores ligados às principais centrais sindicais e representantes de movimentos populares farão nova vigília, na madrugada de amanhã (18), no Aeroporto Pinto Martins, para pressionar os deputados federais a não aprovar a proposta.

A manifestação está prevista para começar às 04:30h, horário em que os deputados começam a chegar para o embarque para Brasília. As centrais sindicais CUT, CTB, Conlutas, Intersindical, UGT, Força Sindical, Nova Central e as Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo estão mobilizando os trabalhadores para participar da vigília.

 

 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247