Transporte de milho para o Nordeste terá prioridade

Cerca de 83 mil toneladas de milho voltados à alimentação animal deverão ser entregues  em terminais portuários dos estados de Pernambuco, Rio Grande do Norte, Paraíba e Ceará na próxima semana; para agilizar o transporte do grão às áreas mais afetadas pela pior estiagem dos últimos 50 anos, o  Governo Federal publicou a portaria 59, assinada pelo ministro da Secretaria Especial de Portos, Leônidas Cristino (PSB-CE), que assegura prioridade no embarque e desembarque do milho destinado aos portos do Nordeste

Transporte de milho para o Nordeste terá prioridade
Transporte de milho para o Nordeste terá prioridade

Leonardo Lucena_PE247 – Cerca de 83 mil toneladas de milho voltados á alimentação animal deverão ser entregues  em terminais portuários dos estados de Pernambuco, Rio Grande do Norte, Paraíba e Ceará na próxima semana. Para agilizar o transporte do grão às áreas mais afetadas pela pior estiagem dos últimos 50 anos, o  Governo Federal publicou, nesta sexta-feira (3), a portaria 59, assinada pelo ministro da Secretaria Especial de Portos, Leônidas Cristino (PSB-CE), que assegura prioridade no embarque e desembarque do milho destinado aos portos do Nordeste.

O último leilão promovido pelo governo para a compra e o transporte dos grãos foi realizado no último dia 26 de abril quando foram 20 mil toneladas de milho que serão entregues aos produtores e criadores da Bahia. No total, já foram efetuados três leilões do gênero. De acordo com dados oficiais, o Governo Federal distribuiu 370 mil toneladas do alimento até março deste ano e distribuirá mais 340 mil toneladas entre os meses de abril e maio

O milho é a principal fonte de alimentação dos rebanhos e está servindo, também, para a implantação da política da forragem em Pernambuco, através do processo conhecido como ensilagem, no qual o resultado da fermentação do cultivo é uma pasta verde e seca é servido como ração animal.

Além disso, o Ministério da Integração, em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vai liberar R$ 100 milhões até 2014 para estimular a produção de palmas forrageiras e de mudas de mandioca. Desse total, R$ 30 milhões serão aplicados ainda em 2013 e todas as ações serão executadas pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247