Transposição sofre novo adiamento e fica para 2016

O ministro da Integração nacional, Ricardo Occhi, disse nesta quarta-feira (25) que as obras da Transposição do Rio São Francisco sofrerão um novo atraso no cronograma previsto para a sua conclusão; agora, segundo o ministro, as obras somente deverão ser concluídas no segundo semestre de 2016; em 2014, o ex-ministro da pasta Francisco Teixeira havia anunciado a entrega do projeto para o final deste exercício

O ministro da Integração nacional, Ricardo Occhi, disse nesta quarta-feira (25) que as obras da Transposição do Rio São Francisco sofrerão um novo atraso no cronograma previsto para a sua conclusão; agora, segundo o ministro, as obras somente deverão ser concluídas no segundo semestre de 2016; em 2014, o ex-ministro da pasta Francisco Teixeira havia anunciado a entrega do projeto para o final deste exercício
O ministro da Integração nacional, Ricardo Occhi, disse nesta quarta-feira (25) que as obras da Transposição do Rio São Francisco sofrerão um novo atraso no cronograma previsto para a sua conclusão; agora, segundo o ministro, as obras somente deverão ser concluídas no segundo semestre de 2016; em 2014, o ex-ministro da pasta Francisco Teixeira havia anunciado a entrega do projeto para o final deste exercício (Foto: Paulo Emílio)

Pernambuco 247 - O ministro da Integração nacional, Ricardo Occhi, disse nesta quarta-feira (25) que as obras da Transposição do Rio São Francisco sofrerão um novo atraso no cronograma previsto para a sua conclusão. Segundo Occhi, que participou de uma reunião sobre o assunto na Câmara dos deputados, as obras somente deverão ser concluídas no segundo semestre de 2016. Em 2014, o ex-ministro da pasta Francisco Teixeira havia anunciado a entrega do projeto para o final deste exercício.

As obras da transposição foram iniciadas em 2007, durante o mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Na época, o projeto foi orçado em R$ 4,5 bilhões e a previsão era que o Eixo Leste seria entregue em 2010 e o Eixo Norte em 2012. O Eixo Leste beneficiará os estados de Pernambuco e Paraíba. Já o segundo ramal alcançará diversos municípios do Ceará e do Rio Grande do Norte.

Atualmente, o projeto está avaliado em R$ 8,2 bilhões e quando for entregue devera beneficiar cerca de 1 milhões de habitantes dos quatro estados.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247