TRE cassa tempo de propaganda do PSDB de São Paulo

O desembargador Mathias Coltro, relator do processo, suspendeu cinco minutos da propaganda partidária de rádio e TV por considerar que as inserções veiculadas em 12 de abril tiveram "nítido caráter de promoção pessoal" do governador Geraldo Alckmin e "desvirtuaram a finalidade da propaganda partidária gratuita"

O desembargador Mathias Coltro, relator do processo, suspendeu cinco minutos da propaganda partidária de rádio e TV por considerar que as inserções veiculadas em 12 de abril tiveram "nítido caráter de promoção pessoal" do governador Geraldo Alckmin e "desvirtuaram a finalidade da propaganda partidária gratuita"
O desembargador Mathias Coltro, relator do processo, suspendeu cinco minutos da propaganda partidária de rádio e TV por considerar que as inserções veiculadas em 12 de abril tiveram "nítido caráter de promoção pessoal" do governador Geraldo Alckmin e "desvirtuaram a finalidade da propaganda partidária gratuita" (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SP 247 - O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo cassou cinco minutos da propaganda partidária do PSDB paulista no rádio e na televisão. O partido informou que vai recorrer da decisão. O desembargador Mathias Coltro, relator do processo, considerou que as inserções veiculadas em 12 de abril tiveram "nítido caráter de promoção pessoal" do governador Geraldo Alckmin e "desvirtuaram a finalidade da propaganda partidária gratuita".

Segundo ele, houve "ênfase ao nome de Alckmin" e foi "atribuído caráter pessoal às realizações". Todos os magistrados votaram de acordo com o relator. No segundo semestre de 2013, o PSDB teria originalmente direito a vinte minutos em inserções no rádio e vinte minutos na TV --dez minutos em outubro e dez minutos em dezembro.

De acordo com o deputado Duarte Nogueira, presidente estadual do PSDB, o partido não corre risco de perder tempo da propaganda nem em 2013 nem em 2014, ainda que a decisão no TSE seja desfavorável. "Mas a chance de se reverter é muito grande", diz.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email