TRE-SP proíbe Doria de usar propaganda com escola dos EUA: ‘trucagem’

O TRE-SP determinou que a coligação do candidato ao governo de São Paulo João Dória (PSDB) retire uma propaganda em que usa imagens de crianças em uma escola dos EUA como se fosse da gestão dele; o tribunal apontou "trucagem e manipulação de dados"; "Nada mais apropriado, prefeito fake, que não cumpre a palavra", afirmou deputado Ivan Valente (Psol-SP)

TRE-SP proíbe Doria de usar propaganda com escola dos EUA: ‘trucagem’
TRE-SP proíbe Doria de usar propaganda com escola dos EUA: ‘trucagem’ (Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)

SP 247 - O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP) determinou na segunda-feira (17) que a Coligação Acelera São Paulo e o candidato a governador João Doria (PSDB) deixem de veicular propaganda que faz uso de "trucagem e manipulação de dados, contrariando regra da Resolução TSE nº 23.551/2017", conforme aponta o próprio tribunal. O descumprimento da decisão liminar gera multa de R$ 10.000,00.

Segundo o órgão, "na representação, promovida pela Coligação São Paulo de Trabalho e de Oportunidades e por Luiz Marinho, também candidato ao Governo, os representados são acusados de divulgar imagens de crianças em ambiente escolar para ilustrar creches e escolas implementadas pelo então prefeito Doria". As imagens teriam sido retiradas de bancos de imagens de empresas estrangeiras dos Estados Unidos e da Rússia, comprometendo o princípio da veracidade.

De acordo com o juiz auxiliar da propaganda eleitoral Afonso Celso da Silva, "a conduta viola o art. 67, caput, da Resolução TSE nº 23.551/2017, que proíbe o uso de trucagem, computação gráfica, desenhos animados e efeitos especiais, além de terem sido utilizados meios publicitários destinados a criar, artificialmente, na opinião pública, estados mentais, emocionais ou passivos (art. 6º, caput, da mesma Resolução)".

O deputado federal Ivan Valente (Psol-SP) criticou o tucano. "TRE determinou a suspensão da propaganda fake do Doria, aquela que usava imagens da Rússia e dos EUA como se fossem de São Paulo. Nada mais apropriado, prefeito fake, que não cumpre a palavra, pq usaria imagens verdadeiras de SP", disse o parlamentar no Twitter.

*Com informações do TRE-SP

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247