TRF-4 nega pedido da defesa de Lula para ouvir Tacla Duran

A defesa do ex-presidente Lula teve negado pelo TRF4 o pedido para que o ex-advogado da Odebrecht Rodrigo Tacla Duran seja ouvido como testemunha; o habeas corpus foi julgado pelos desembargadores da 8ª Turma do Tribunal de Porto Alegre, em sessão nesta quarta-feira 21

A defesa do ex-presidente Lula teve negado pelo TRF4 o pedido para que o ex-advogado da Odebrecht Rodrigo Tacla Duran seja ouvido como testemunha; o habeas corpus foi julgado pelos desembargadores da 8ª Turma do Tribunal de Porto Alegre, em sessão nesta quarta-feira 21
A defesa do ex-presidente Lula teve negado pelo TRF4 o pedido para que o ex-advogado da Odebrecht Rodrigo Tacla Duran seja ouvido como testemunha; o habeas corpus foi julgado pelos desembargadores da 8ª Turma do Tribunal de Porto Alegre, em sessão nesta quarta-feira 21 (Foto: Gisele Federicce)

247 - A defesa do ex-presidente Lula teve negado pelo TRF4 o pedido para que o ex-advogado da Odebrecht Rodrigo Tacla Duran seja ouvido como testemunha.

O habeas corpus foi julgado pelos desembargadores da 8ª Turma do Tribunal de Porto Alegre, em sessão no início da tarde desta quarta-feira 21.

O pedido foi feito dentro do processo que trata de supostas vantagens indevidas recebidas pelo ex-presidente.

Os advogados de Lula questionam a veracidade de documentos obtidos pelo Ministério Público Federal. Em depoimento na CPI da JBS, Tacla Duran afirmou que provas usadas contra Lula foram adulteradas pela Odebrecht.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247