TRF-4 se nega até a notificar advogados de Lula sobre data de julgamento

A defesa do ex-presidente Lula deverá tomar conhecimento da data do julgamento dos embargos de declaração (ED) diretamente no eproc (processo judicial eletrônico) até dois dias antes; o desembargador federal João Pedro Gebran Neto negou pedido para que houvesse notificação por e-mail com antecedência mínima de cinco dias; os advogados alegavam que precisavam organizar o deslocamento até Porto Alegre para acompanhar o julgamento

A defesa do ex-presidente Lula deverá tomar conhecimento da data do julgamento dos embargos de declaração (ED) diretamente no eproc (processo judicial eletrônico) até dois dias antes; o desembargador federal João Pedro Gebran Neto negou pedido para que houvesse notificação por e-mail com antecedência mínima de cinco dias; os advogados alegavam que precisavam organizar o deslocamento até Porto Alegre para acompanhar o julgamento
A defesa do ex-presidente Lula deverá tomar conhecimento da data do julgamento dos embargos de declaração (ED) diretamente no eproc (processo judicial eletrônico) até dois dias antes; o desembargador federal João Pedro Gebran Neto negou pedido para que houvesse notificação por e-mail com antecedência mínima de cinco dias; os advogados alegavam que precisavam organizar o deslocamento até Porto Alegre para acompanhar o julgamento (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Do TRF4 - A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deverá tomar conhecimento da data do julgamento dos embargos de declaração (ED) diretamente no eproc (processo judicial eletrônico) até dois dias antes. O desembargador federal João Pedro Gebran Neto negou ontem (14/3) pedido para que houvesse notificação por e-mail com antecedência mínima de cinco dias.

Os advogados alegavam que precisavam organizar o deslocamento até Porto Alegre para acompanhar o julgamento.

Segundo Gebran, o artigo 100 do Regimento Interno do TRF4 define que o julgamento dos ED independe de pauta, sendo o recurso incluído em mesa para julgamento, com notificação diretamente no eproc, sem efeito de intimação. Conforme o desembargador, cabe à defesa acompanhar o trâmite e tomar conhecimento da data do julgamento diretamente no eproc.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247