TSE aprova envio de tropas federais para o 2º turno em Fortaleza

O Tribunal Superior Eleitoral aprovou o pedido do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) para o envio de tropas federais, que reforçarão a segurança no segundo turno das eleições de Fortaleza. O voto favorável foi da relatora, ministra Rosa Weber, acompanhado pelos demais ministros da Corte do TSE

O Tribunal Superior Eleitoral aprovou o pedido do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) para o envio de tropas federais, que reforçarão a segurança no segundo turno das eleições de Fortaleza. O voto favorável foi da relatora, ministra Rosa Weber, acompanhado pelos demais ministros da Corte do TSE
O Tribunal Superior Eleitoral aprovou o pedido do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) para o envio de tropas federais, que reforçarão a segurança no segundo turno das eleições de Fortaleza. O voto favorável foi da relatora, ministra Rosa Weber, acompanhado pelos demais ministros da Corte do TSE (Foto: Rodrigo Rocha)

Ceará247 - A Corte do Tribunal Superior Eleitoral aprovou no início da sessão plenária de terça-feira (18), o pedido do TRE do Ceará de envio de tropas federais para reforçar a segurança no 2º turno das eleições em Fortaleza. 

O voto favorável foi da relatora, ministra Rosa Weber, acompanhado pelos demais ministros da Corte do TSE. Na mesma sessão, o TSE aprovou também o envio de tropas federais para o 2º turno no Rio de Janeiro, em processo cuja relatora foi a ministra Luciana Lóssio.

Pedido do TRE-CE

Na sessão do último dia 6/10, presidida pelo desembargador Abelardo Benevides Moraes, os juízes da Corte do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará aprovaram, por unanimidade, o envio do pedido de forças federais ao TSE para o 2º turno das eleições em Fortaleza, solicitado pelos juízes das 13 zonas eleitorais de Fortaleza. A matéria foi levada ao Pleno do tribunal depois que o governador do Estado, Camilo Santana, em resposta ao Presidente do TRE, no Ofício GG nº 316/2016, posicionou-se "favorável à presença das tropas federais, em Fortaleza, no próximo dia 30 de outubro". 

Durante a apreciação da matéria pela Corte do TRE, o procurador regional eleitoral, Marcelo Mesquita Monte, também foi favorável à requisção das tropas federais. O procurador argumentou que "percebe que houve tranquilidade no 1º turno, mas diante do relato dos juízes da capital e da manifestação do governador, que é o chefe das forças de segurança no Estado, não vejo outra saída a não ser concordar com o pedido". 

O presidente da Comissão de Segurança Permanente da Justiça Eleitoral do Ceará, juiz Mauro Liberato, que integra a Corte do TRE, também posicionou-se favorável "a fim de resguardar a segurança de servidores, magistrados, mesários e dos próprios eleitores no 2º turno". 

Na ocasião, o presidente do TRE-CE, desembargador Abelardo Benevides Moraes, fez questão de registrar "o enorme esforço feito pelo comando das forças de segurança no Estado e do trabalho realizado pela Polícia Militar do Ceará durante a realização do 1º turno das eleições em todo o Estado". O desembargador agradeceu o empenho da SSPDS e do Comando da PM-CE e afirmou ainda, naquela sessão, que, caso houvesse a aprovação do TSE, "trabalharemos todos juntos, Justiça Eleitoral, forças de segurança do Estado e forças federais, com um só propósito de levar tranquilidade aos eleitores de Fortaleza, no próximo dia 30, para que possam escolher livremente e com total transparência o prefeito da capital nos próximos 4 anos". 

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247