TSE rejeita recurso de Marcelo para garantiria vaga no Senado

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou o pedido interposto pelo governador do Tocantins, Marcelo Miranda, para a republicação do acórdão que cassou o seu diploma em setembro de 2009; a intenção do peemedebista era de afastar o trânsito em julgado do processo e, como consequência, sua inelegibilidade; Marcelo buscava assumir o mandato de senador de Vicentinho Alves (PR), cargo para o qual foi o mais votado em 2010, porém o atual governador teve seu diploma cassado devido a inelegibilidade causada pela sua condenação em 2009 no Recurso Contra Expedição de Diploma (Rced) número 698 por suposto abuso de poder político nas eleições de 2006, quando disputava a reeleição

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou o pedido interposto pelo governador do Tocantins, Marcelo Miranda, para a republicação do acórdão que cassou o seu diploma em setembro de 2009; a intenção do peemedebista era de afastar o trânsito em julgado do processo e, como consequência, sua inelegibilidade; Marcelo buscava assumir o mandato de senador de Vicentinho Alves (PR), cargo para o qual foi o mais votado em 2010, porém o atual governador teve seu diploma cassado devido a inelegibilidade causada pela sua condenação em 2009 no Recurso Contra Expedição de Diploma (Rced) número 698 por suposto abuso de poder político nas eleições de 2006, quando disputava a reeleição
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou o pedido interposto pelo governador do Tocantins, Marcelo Miranda, para a republicação do acórdão que cassou o seu diploma em setembro de 2009; a intenção do peemedebista era de afastar o trânsito em julgado do processo e, como consequência, sua inelegibilidade; Marcelo buscava assumir o mandato de senador de Vicentinho Alves (PR), cargo para o qual foi o mais votado em 2010, porém o atual governador teve seu diploma cassado devido a inelegibilidade causada pela sua condenação em 2009 no Recurso Contra Expedição de Diploma (Rced) número 698 por suposto abuso de poder político nas eleições de 2006, quando disputava a reeleição (Foto: Leonardo Lucena)

Tocantins 247 - O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou, nessa terça-feira (28), o pedido interposto pelo governador do Tocantins, Marcelo Miranda, para a republicação do acórdão que cassou o seu diploma em setembro de 2009. A intenção do peemedebista era de afastar o trânsito em julgado do processo e, como consequência, sua inelegibilidade. 

Marcelo buscava assumir o mandato de senador de Vicentinho Alves (PR), cargo para o qual foi o mais votado em 2010, porém o atual governador teve seu diploma cassado devido a inelegibilidade causada pela sua condenação em 2009 no Recurso Contra Expedição de Diploma (Rced) número 698 por suposto abuso de poder político nas eleições de 2006, quando disputava a reeleição.

Ao justificar sua decisão, o ministro do TSE Gilmar Mendes disse  que o exercício do mandato de chefe do Executivo tocantinense impede que o peemedebista seja diplomado como senador por conta da “incompatibilidade” do seu cargo com a pretensão de concorrer a outra função política.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247