Turismo e seca: Prefeitos de AL debatem projetos com ministros

Com a presença dos ministros do Turismo, Marx Beltrão, e o da Integração Nacional, Jader Barbalho, 37 prefeitos alagoanos assinaram um documento, que foi entregue a Hélder Barbalho, solicitando o aumento de 50% na oferta de carros-pipa; eles também pedem a criação de uma operação voltada para o consumo animal, o envio de recursos destinados à compra de alimento para os animais, por um período de um ano, além de incentivos aos produtores de leite

Com a presença dos ministros do Turismo, Marx Beltrão, e o da Integração Nacional, Jader Barbalho, 37 prefeitos alagoanos assinaram um documento, que foi entregue a Hélder Barbalho, solicitando o aumento de 50% na oferta de carros-pipa; eles também pedem a criação de uma operação voltada para o consumo animal, o envio de recursos destinados à compra de alimento para os animais, por um período de um ano, além de incentivos aos produtores de leite
Com a presença dos ministros do Turismo, Marx Beltrão, e o da Integração Nacional, Jader Barbalho, 37 prefeitos alagoanos assinaram um documento, que foi entregue a Hélder Barbalho, solicitando o aumento de 50% na oferta de carros-pipa; eles também pedem a criação de uma operação voltada para o consumo animal, o envio de recursos destinados à compra de alimento para os animais, por um período de um ano, além de incentivos aos produtores de leite (Foto: Voney Malta)

Alagoas 247 - Prefeitos de vários municípios alagoanos se reuniram, nesta segunda-feira (13), com os ministros do Turismo, Marx Beltrão, e da Integração Nacional, Jader Barbalho, para discutir projetos destinados, especialmente, ao combate à seca e à promoção do turismo em Alagoas. combate aos efeitos da seca. O senador Renan Calheiros e o governador Renan Filho também estiveram presentes. 

Com relação à estiagem, um documento assinado por 37 gestores foi entregue a Hélder Barbalho, solicitando o aumento de 50% na oferta de carros-pipa, a criação de uma operação voltada para o consumo animal, e o envio de recursos destinados à compra de alimento para os animais, por um período de um ano, além de incentivos aos produtores de leite.

Na oportunidade, o governador lembrou a importância de se discutir o problema da seca, "ainda mais no momento em que o Estado tem 70 cidades em situação de emergência". "Iniciativas como esta são louváveis. Vivemos uma fase muito crítica, e é muito importante que o ministério dê condição aos municípios de fazer os investimentos necessários", analisou.

Ele recordou também a importância da parceria com o governo federal. "A seca é dura no Brasil inteiro e, em Alagoas, não é diferente. Trouxemos dois ministros para tratar das nossas necessidades e dos investimentos que precisamos, firmando as parcerias de que os municípios necessitam", destacou.

Segundo Renan, no tocante ao turismo, a prioridade também são as grandes obras, "o que torna ainda mais necessária a discussão sobre o tema com o ministro Marx Beltrão". "O turismo gera emprego, diversifica a nossa economia e é uma das vocações do Estado", acrescentou o chefe do Executivo estadual.

Durante o encontro, os prefeitos também debateram a ampliação do Mapa Turístico de Alagoas. Atualmente, apenas 28 cidades estão incluídas e podem receber recursos extra orçamentários. A proposta é incluir todas as cidades alagoanas. 

Já o senador Renan Calheiros participou do encontro apresentando os rumos da pauta municipalista no Congresso. Na semana passada, os defensores da causa apresentaram a ele a importância da derrubada do veto ao projeto do Imposto sobre Serviços (ISS), reivindicando também o parcelamento de débitos previdenciários, entre outros.

O presidente da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), entidade responsável por organizar o encontro, Hugo Wanderley, ressaltou que a reunião foi um momento de os prefeitos tiveram de apresentar as demandas de cada região, discutindo pautas de interesse municipalista. 

"Além de trazer os ministros, o senador quer ouvir os prefeitos e levantar as demandas existentes, principalmente em relação aos municípios que sofrem com a estiagem. É uma oportunidade de fortalecer a luta dos municípios", afirmou o presidente da AMA.

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247