UFC também vai oferecer disciplina sobre o Golpe

Já são cinco universidades públicas brasileiras que irão oferecer aos estudantes a disciplina sobre o golpe de 2016; depois da UnB, Unicamp e as federais da Bahia (UFBA) e Amazonas (UFAM), o anúncio mais recente foi feito pela Universidade Federal do Ceará (UFC); segundo a professora Ana Rita Fonteles, a disciplina será oferecida pelo departamento de História da UFC, contará com participação de vários professores e terá o mesmo conteúdo e nome da UnB

Já são cinco universidades públicas brasileiras que irão oferecer aos estudantes a disciplina sobre o golpe de 2016; depois da UnB, Unicamp e as federais da Bahia (UFBA) e Amazonas (UFAM), o anúncio mais recente foi feito pela Universidade Federal do Ceará (UFC); segundo a professora Ana Rita Fonteles, a disciplina será oferecida pelo departamento de História da UFC, contará com participação de vários professores e terá o mesmo conteúdo e nome da UnB
Já são cinco universidades públicas brasileiras que irão oferecer aos estudantes a disciplina sobre o golpe de 2016; depois da UnB, Unicamp e as federais da Bahia (UFBA) e Amazonas (UFAM), o anúncio mais recente foi feito pela Universidade Federal do Ceará (UFC); segundo a professora Ana Rita Fonteles, a disciplina será oferecida pelo departamento de História da UFC, contará com participação de vários professores e terá o mesmo conteúdo e nome da UnB (Foto: Aquiles Lins)

Ceará 247 - A disciplina sobre o Golpe de 2016, idealizada pelo professor de Ciência Política da UnB Luís Felipe Miguel, será oferecida pela pela Universidade Federal do Ceará (UFC). 

Segundo informações da professora Ana Rita Fonteles, a disciplina será oferecida pelo departamento de História da UFC, contará com participação de vários professores e terá o mesmo conteúdo e nome da UnB. Leia aqui o programa completo da disciplina

"O objetivo é solidarizar-se à perseguição sofrida pelo professor Miguel, a partir de pedido de investigação pelo Ministério Público Federal feita pelo ministro da Educação, Mendonça Filho. Não aceitamos a quebra de autonomia universitária e a censura ao pensamento livre e crítico. A necessidade de discutir o tema é urgente e representa o colegiado do Departamento da UFC e, certamente, milhares de professores de todo o Brasil", disse Fonteles. 

A UFC é a quinta universidade brasileira a anunciar que irá ministrar a disciplina. Depois da UnB, também anunciaram a oferta da matéria a Unicamp, UFBA e UFAM

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247