União libera recursos para BRT de Salvador

A prefeitura de Salvador deve lançar até o final de outubro próximo o edital de licitação para escolha da empresa que executará as obras da primeira etapa de implantação do BRT (Bus Rapid Transit); ação é o próximo passo após a liberação de R$ 408 milhões em recursos via operações de crédito junto à Caixa Econômica Federal, cujos dois contratos foram assinados nesta sexta-feira pelo prefeito ACM Neto; pelo ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima; e pelo superintendente regional do banco, José Anselmo Cunha; "Este momento concretiza a realização de um sonho, trazendo nova perspectiva à mobilidade urbana e ao transporte coletivo, e que os maiores beneficiados são os cidadãos que não se deslocam de automóvel", disse o prefeito

A prefeitura de Salvador deve lançar até o final de outubro próximo o edital de licitação para escolha da empresa que executará as obras da primeira etapa de implantação do BRT (Bus Rapid Transit); ação é o próximo passo após a liberação de R$ 408 milhões em recursos via operações de crédito junto à Caixa Econômica Federal, cujos dois contratos foram assinados nesta sexta-feira pelo prefeito ACM Neto; pelo ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima; e pelo superintendente regional do banco, José Anselmo Cunha; "Este momento concretiza a realização de um sonho, trazendo nova perspectiva à mobilidade urbana e ao transporte coletivo, e que os maiores beneficiados são os cidadãos que não se deslocam de automóvel", disse o prefeito
A prefeitura de Salvador deve lançar até o final de outubro próximo o edital de licitação para escolha da empresa que executará as obras da primeira etapa de implantação do BRT (Bus Rapid Transit); ação é o próximo passo após a liberação de R$ 408 milhões em recursos via operações de crédito junto à Caixa Econômica Federal, cujos dois contratos foram assinados nesta sexta-feira pelo prefeito ACM Neto; pelo ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima; e pelo superintendente regional do banco, José Anselmo Cunha; "Este momento concretiza a realização de um sonho, trazendo nova perspectiva à mobilidade urbana e ao transporte coletivo, e que os maiores beneficiados são os cidadãos que não se deslocam de automóvel", disse o prefeito (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - A prefeitura de Salvador deve lançar até o final de outubro próximo o edital de licitação para escolha da empresa que executará as obras da primeira etapa de implantação do BRT (Bus Rapid Transit) de Salvador. A ação é o próximo passo após a liberação de R$ 408 milhões em recursos via operações de crédito junto à Caixa Econômica Federal, cujos dois contratos foram assinados nesta sexta-feira (16) no Palácio Thomé de Souza pelo prefeito ACM Neto; pelo ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima; e pelo superintendente regional do banco, José Anselmo Cunha. 

Foram apresentados os detalhes das três etapas de implantação do BRT. A primeira – cujos recursos estão sendo liberados - contemplará o trecho entre o Parque da Cidade e o Shopping da Bahia, entre as avenidas Juracy Magalhães e ACM, até a estação de integração com o metrô que está sendo construída pela CCR próxima à Rodoviária. Esse trecho contará com três viadutos, dois elevados e três estações.

O prefeito ACM Neto agradeceu ao governo federal pelo "auxílio na agilização da liberação de recursos e lembrou que, desde março de 2013, a prefeitura vem tentando viabilizar o projeto". Ele ressaltou ainda que "este momento concretiza a realização de um sonho, trazendo nova perspectiva à mobilidade urbana e ao transporte coletivo, e que os maiores beneficiados são os cidadãos que não se deslocam de automóvel".

Com investimento total previsto de R$ 820 milhões, o projeto será implantado ao longo do corredor formado pela Avenida Vasco da Gama, Rua do Lucaia, Avenida Juracy Magalhães e Avenida ACM, se estendendo desde a entrada da Estação da Lapa até a Estação de Integração Iguatemi (metrô/BRT), na região próxima ao atual Shopping da Bahia.

As intervenções preveem o aproveitamento das vias de ônibus convencionais já existentes ao longo da Avenida Vasco da Gama, adaptando-as para uso do sistema BRT. Nos demais trechos serão implantados novas vias exclusivas para o sistema.

Serão construídos corredor exclusivo para os veículos do sistema BRT; melhorias no sistema viário, com implantação de faixas de fluxo contínuo nas Avenidas Juracy Magalhães e ACM; estações do sistema BRT; e complexos de viadutos nos principais locais de cruzamento viário ao longo do corredor. Além disso, serão realizadas obras de macrodrenagem; urbanização e paisagismo ao longo do corredor de transporte; e implantação de ciclovias.

O trecho dois terá investimento de R$412 milhões, sendo R$300 milhões do Orçamento Geral da União (OGU) a serem repassados pelo Ministério das Cidades, e R$112 milhões do Programa de Financiamento das Contrapartidas do Programa de Aceleração do Crescimento (CPAC).

Além disso, o sistema BRT foi concebido prevendo futuras expansões, já estando em desenvolvimento o projeto correspondente a uma nova etapa que vai do Parque da Cidade até o Posto Namorado, na Pituba. A gestão do projeto está a cargo da Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob). Parte das obras será conduzida pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Defesa Civil (Sindec).

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247