Valadares diz que pode disputar governo "para melhorar política"

Senador do PSB afirmou, nesta sexta-feira (28), que se o seu partido decidir que é importante ele disputar a eleição deste ano como candidato a governador, "para qualificar o debate e melhorar a política", ele não recusará "a convocação"; declaração serve para marcar território em meios a muitas discussões sobre as alianças que serão formadas no Estado com vistas ao pleito deste ano

Senador do PSB afirmou, nesta sexta-feira (28), que se o seu partido decidir que é importante ele disputar a eleição deste ano como candidato a governador, "para qualificar o debate e melhorar a política", ele não recusará "a convocação"; declaração serve para marcar território em meios a muitas discussões sobre as alianças que serão formadas no Estado com vistas ao pleito deste ano
Senador do PSB afirmou, nesta sexta-feira (28), que se o seu partido decidir que é importante ele disputar a eleição deste ano como candidato a governador, "para qualificar o debate e melhorar a política", ele não recusará "a convocação"; declaração serve para marcar território em meios a muitas discussões sobre as alianças que serão formadas no Estado com vistas ao pleito deste ano (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sergipe 247 - O senador Valadares afirmou, nesta sexta-feira (28), que se o PSB decidir que é importante ele disputar a eleição deste ano como candidato a governador, "para qualificar o debate e melhorar a política", ele não recusará "a convocação". Declaração do senador, feita nas redes sociais, serve para marcar território em meios a muitas discussões sobre as alianças que serão formadas no Estado.

Há muito especulação em torno dos dois candidatos já postos - o governador Jackson Barreto (PMDB) e o senador Eduardo Amorim (PSC). A entrada de Valadares na disputa, caso se oficialize, atende a uma determinação da Direção Nacional do PSB, uma vez que o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, disputará a presidência e quer um palanque forte no Estado.

Mas o senador reconhece que não será fácil se constituir numa terceira força no Estado. Além disso, há a expectativa do prefeito João Alves Filho (DEM) também decidir entrar na disputa. 

Até o início de abril, prazo final para João se desincompatibilizar do cargo de prefeito caso queira realmente disputar o governo, a formação de alianças continuará em suspenso. Até lá é provável que o senador Valadares faça novas declarações com o claro intuito de se manter nas discussões político-eleitorais.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email