Valente: Villas Bôas faz soprar os ventos de 1964

O deputado federal Ivan Valente (Psol-SP) criticou o posicionamento do chefe do Exército, general Eduardo Villas Bôas, que disse "compartilhar o anseio de todos os cidadãos de bem de repúdio à impunidade e de respeito à Constituição, à paz social e à Democracia, bem como se mantém atento às suas missões institucionais"; General Villas Boas, ao pressionar o STF e ameaçar toda a sociedade brasileira, revela que o comando das Forças Armadas não respeita a democracia. Mais grave, faz soprar os ventos de 1964, quando a violência calava a política", disse Valente

Valente: Villas Bôas faz soprar os ventos de 1964
Valente: Villas Bôas faz soprar os ventos de 1964 (Foto: Alex Ferreira - Câmara)

SP 247 - O deputado federal Ivan Valente (Psol-SP) criticou o posicionamento do chefe do Exército, general Eduardo Villas Bôas, que disse "compartilhar o anseio de todos os cidadãos de bem de repúdio à impunidade e de respeito à Constituição, à paz social e à Democracia, bem como se mantém atento às suas missões institucionais". A declaração foi postada nesta terça-feira (3) no Twitter, um dia antes do julgamento do Habeas Corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da silva. 

"General Villas Boas, ao pressionar o STF e ameaçar toda a sociedade brasileira, revela que o comando das Forças Armadas não respeita a democracia. Mais grave, faz soprar os ventos de 1964, quando a violência calava a política", escreveu o parlamentar no Twitter.

O general afirmou que, "nessa situação que vive o Brasil, resta perguntar às instituições e ao povo quem realmente está pensando no bem do País e das gerações futuras e quem está preocupado apenas com interesses pessoais?".

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247