Vanderlan rejeita se aliar de imediato à base governista

Empresário nega que o novo PSB, que nascerá da fusão do PPS com o PSB, vai se alinhar automaticamente à base aliada do governador Marconi Perillo (PSDB); "Eu defendo candidatura independente. Não há recomendação da direção para fazer aliança com partidos"; Vanderlan Cardozo sinaliza que deseja assumir o comando da nova legenda em Goiânia de olho na candidatura a prefeito; "Se eu for candidato em Goiânia vou querer o comando na Capital; isso não foi discutido, mas é um pensamento meu", disse ele, que se reuniu esta semana com a senadora Lúcia Vânia, que vai o para o PSB, e o deputado federal Marcos Anrão Roriz, presidente do PPS

vanderlan
vanderlan (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247 - O empresário Vanderlan Cardoso nega que o novo PSB, que nascerá da fusão do PPS com o PSB, vai se alinhar automaticamente à base aliada do governador Marconi Perillo (PSDB). Os rumores de que Vanderan, comandante do atual PSB Goiás, integraria o grupo de apoio ao tucano cresceram depois que ele se encontrou com o governador.

"Não tem essa discussão de o partido ser base automaticamente do governo. O que há é que as pessoas confundem, alguns plantam notícias com maldade,de que nós já teríamos feito acordo para ser da base. Eu defendo candidatura independente. Não há recomendação da direção para fazer aliança com partidos", disse Vanderlan ao programa Papo Político, da CBN Goiânia.

Vanderlan, a senadora Lúcia Vãnia, que deixa o PSDB e vai para o PSB, e o deputado federal Marcos Abrão Roriz, presidente estadual do PPS, estiveram reunidos e trataram da configuração da nova legenda. Vanderlan confirmou que a senadora está com a filiação acertada e só falta definir a data. O empresário disse que pretende assumir o comando do PSB em Goiânia, onde seu nome é fortemente especulada para ser candidato a prefeito, em 2016.

"Meu nome está sendo colocado, mas existem outros, como o do vereador Elias Vaz, que tem saído bem nas pesquisas, essa questão de candidatura vai ficar mais para frente. Se eu for candidato em Goiânia vou querer o comando na Capital; isso não foi discutido, mas é um pensamento meu", disse Vanderlan. 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247