Vaquinha: presidente do PT rebate Imbassahy

O presidente do PT na Bahia, Everaldo Anunciação, rebateu as declarações do deputado federal Antonio Imbassahy, do PSDB, sobre a 'vaquinha' proposta pelo partido para quitar dívidas da campanha de 2014; o tucano questionou a idoneidade dos valores que venham a ser arrecadados pelo PT e cobrou fiscalização do TRE; Everaldo ironizou o Imbassahy lembrando o esquema de cartel que envolve a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos de São Paulo, estado governado pelo PSDB há duas décadas; "A campanha não vai circular de metrô", disse o líder petista

O presidente do PT na Bahia, Everaldo Anunciação, rebateu as declarações do deputado federal Antonio Imbassahy, do PSDB, sobre a 'vaquinha' proposta pelo partido para quitar dívidas da campanha de 2014; o tucano questionou a idoneidade dos valores que venham a ser arrecadados pelo PT e cobrou fiscalização do TRE; Everaldo ironizou o Imbassahy lembrando o esquema de cartel que envolve a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos de São Paulo, estado governado pelo PSDB há duas décadas; "A campanha não vai circular de metrô", disse o líder petista
O presidente do PT na Bahia, Everaldo Anunciação, rebateu as declarações do deputado federal Antonio Imbassahy, do PSDB, sobre a 'vaquinha' proposta pelo partido para quitar dívidas da campanha de 2014; o tucano questionou a idoneidade dos valores que venham a ser arrecadados pelo PT e cobrou fiscalização do TRE; Everaldo ironizou o Imbassahy lembrando o esquema de cartel que envolve a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos de São Paulo, estado governado pelo PSDB há duas décadas; "A campanha não vai circular de metrô", disse o líder petista (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - Em nota à imprensa, o presidente do PT na Bahia, Everaldo Anunciação, rebateu as declarações do deputado federal Antonio Imbassahy, do PSDB, sobre a 'vaquinha' proposta pelo partido para quitar dívidas da campanha de 2014. Imbassahy questionou a idoneidade dos valores que venham a ser arrecadados pelo PT e cobrou fiscalização do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Everaldo Anunciação ironizou o tucano lembrando o esquema de cartel que envolve a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) de São Paulo, estado governado pelo PSDB há duas décadas. "A campanha não vai circular de metrô", disse o líder petista.

A Justiça aceitou no último dia 21 a denúncia do Ministério Público de São Paulo nova ação contra 11 empresas acusadas de formar um cartel para obter contratos com a CPTM.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247