Venda da Celg é agilizada e leilão deve ocorrer em setembro

Venda da companhia energética será a primeira privatização do governo interino de Michel Temer e BNDES já cuida do processo; secretário executivo do Ministério de Minas e Energia, Paulo Pedrosa, disse que o leilão da Celg deverá ocorrer até setembro; secretária da Fazenda, Ana Carla Abrão, já afirmou que venda da empresa é o melhor para Goiás e recursos serão usados em obras de infraestrutura

Venda da companhia energética será a primeira privatização do governo interino de Michel Temer e BNDES já cuida do processo; secretário executivo do Ministério de Minas e Energia, Paulo Pedrosa, disse que o leilão da Celg deverá ocorrer até setembro; secretária da Fazenda, Ana Carla Abrão, já afirmou que venda da empresa é o melhor para Goiás e recursos serão usados em obras de infraestrutura
Venda da companhia energética será a primeira privatização do governo interino de Michel Temer e BNDES já cuida do processo; secretário executivo do Ministério de Minas e Energia, Paulo Pedrosa, disse que o leilão da Celg deverá ocorrer até setembro; secretária da Fazenda, Ana Carla Abrão, já afirmou que venda da empresa é o melhor para Goiás e recursos serão usados em obras de infraestrutura (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - O processo de privatização da Celg está acelerado dentro do governo de Michel Temer e a companhia energética de Goiás será a primeira empresa estatal vendida pelo governo interino. A informação foi divulgada pelo jornal O Estado de S.Paulo. 

A matéria diz que o BNDES vai estruturar as operações de privatização e parte do dinheiro da venda será usado para abatimento da dívida do Estado com a União. “O BNDES já é o gestor daquela que será a primeira privatização do governo Temer, a concessionária de energia de Goiás, Celg”, assinala a reportagem.

“Depois de mais de 10 anos sem poder dizer a palavra privatização, o BNDES vai liderar esse processo", disse a secretária de Fazenda de Goiás, Ana Carla Abrão.

Em reportagem do jornal O Globo, o secretário executivo do Ministério de Minas e Energia, Paulo Pedrosa, disse que o leilão da Celg deverá ocorrer até setembro. De acordo com o texto, “o governo deve publicar até amanhã uma medida provisória com instrumentos que facilitem essa privatização”.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247