Venda da Celg é agilizada e leilão deve ocorrer em setembro

Venda da companhia energética será a primeira privatização do governo interino de Michel Temer e BNDES já cuida do processo; secretário executivo do Ministério de Minas e Energia, Paulo Pedrosa, disse que o leilão da Celg deverá ocorrer até setembro; secretária da Fazenda, Ana Carla Abrão, já afirmou que venda da empresa é o melhor para Goiás e recursos serão usados em obras de infraestrutura

Venda da companhia energética será a primeira privatização do governo interino de Michel Temer e BNDES já cuida do processo; secretário executivo do Ministério de Minas e Energia, Paulo Pedrosa, disse que o leilão da Celg deverá ocorrer até setembro; secretária da Fazenda, Ana Carla Abrão, já afirmou que venda da empresa é o melhor para Goiás e recursos serão usados em obras de infraestrutura
Venda da companhia energética será a primeira privatização do governo interino de Michel Temer e BNDES já cuida do processo; secretário executivo do Ministério de Minas e Energia, Paulo Pedrosa, disse que o leilão da Celg deverá ocorrer até setembro; secretária da Fazenda, Ana Carla Abrão, já afirmou que venda da empresa é o melhor para Goiás e recursos serão usados em obras de infraestrutura (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247 - O processo de privatização da Celg está acelerado dentro do governo de Michel Temer e a companhia energética de Goiás será a primeira empresa estatal vendida pelo governo interino. A informação foi divulgada pelo jornal O Estado de S.Paulo. 

A matéria diz que o BNDES vai estruturar as operações de privatização e parte do dinheiro da venda será usado para abatimento da dívida do Estado com a União. “O BNDES já é o gestor daquela que será a primeira privatização do governo Temer, a concessionária de energia de Goiás, Celg”, assinala a reportagem.

“Depois de mais de 10 anos sem poder dizer a palavra privatização, o BNDES vai liderar esse processo", disse a secretária de Fazenda de Goiás, Ana Carla Abrão.

Em reportagem do jornal O Globo, o secretário executivo do Ministério de Minas e Energia, Paulo Pedrosa, disse que o leilão da Celg deverá ocorrer até setembro. De acordo com o texto, “o governo deve publicar até amanhã uma medida provisória com instrumentos que facilitem essa privatização”.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247