Vereador é preso acusado de estupro

O vereador por Água Branca, Cargilson Lacerda Bezerra (PCdoB), foi preso acusado de ter estuprado uma adolescente. O crime teria ocorrido em 2011. À época, ele não era parlamentar e nega ter mantido relações sexuais com a garota

Vereador é preso acusado de estupro
Vereador é preso acusado de estupro
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Alagoas247 - Militares do Pelotão de Operações Policiais Especiais (Pelopes) prenderam o vereador Cargilson Lacerda Bezerra (PCdoB), de 33 anos, acusado de ter estuprado uma adolescente de 13 anos, em 2011, durante uma festa de vaquejada realizada no município de Água Branca. 

À época, o suspeito não era parlamentar, foi ouvido e indiciado pela Polícia Civil por conta do crime e a Justiça decretou a prisão preventiva dele após denúncia ofertada pelo Ministério Público Estadual (MPE).

De acordo com o delegado Rodrigo Cavalcante, que comandou o inquérito, o acusado foi ouvido durante a investigação e negou ter mantido relações sexuais com a garota durante a festividade. Entretanto, a menor, em depoimento, confirmou o estupro numa única vez. “Ela disse que os dois beberam e tudo aconteceu após a festa”, comentou o delegado.

O caso chegou ao conhecimento da Polícia Civil por meio do Conselho Tutelar de Água Branca, segundo informou Rodrigo Cavalcante. Após o processo de investigação policial, Cargilson foi indiciado e o processo seguia na Justiça.

O vereador foi detido e levado para a Delegacia Regional de Delmiro Gouveia, onde está à disposição da Justiça.

Com gazetaweb.com

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email