Vereador é preso por dirigir bêbado

Acidente com carro de vereador pelo PP mata mulher de 34 anos em Bom Jesus; político de 26 anos voltava de uma festa e foi flagrado dirigindo alcoolizado; em 2012, Rafael Oliveira Silveira também foi preso depois de causar um acidente por dirigir depois de consumir bebida alcoólica; por esse novo acidente, ele foi indiciado por homicídio com dolo eventual e foi levado para o presídio de Vacaria

Vereador é preso por dirigir bêbado
Vereador é preso por dirigir bêbado
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Um vereador de 26 anos da cidade de Bom Jesus, na serra gaúcha, foi preso neste sábado 13 ao ser flagrado dirigindo bêbado. Rafael Oliveira Silveira (PP) se envolveu em um acidente que matou uma mulher de 34 anos. A batida ocorreu na Avenida Manoel Silveira de Azevedo, em Bom Jesus.

Segundo a polícia, o político teria perdido o controle do carro em uma curva e bateu na traseira de um caminhão estacionado. A vítima, Graziela Vieira Pegorini, estava dentro do carro do parlamentar, que se recusou a fazer o teste do bafômetros. A prisão foi possível por conta das provas testemunhais.

A mulher chegou a ser socorrida por uma ambulância do SAMU, mas não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do hospital.

O vereador já havia se envolvido em outros acidente dessa natureza no ano passado, por isso, o delegado responsável pelo caso o indiciou por homicídio com dolo eventual ao assumir o risco de matar por dirigir bêbado. Ele foi encaminhado ao Presídio da Vacaria. 

** Com informações do Portal G1 e Zero Hora

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247