Vereadores pedem ao TCM investigação sobre fundos

Elias Vaz (PSB) e Geovani Antônio (PSDB) fizeram representação pedindo que tribunal apure declaração dada pelo secretário municipal de Finanças, Cairo Peixoto, de que tem utilizado recursos de fundos, inclusive da Previdência, para pagar contas da prefeitura; prefeito Paulo Garcia confirmou informação durante a prestação de contas à Câmara; segundo Vaz, fundos têm verba carimbada que não pode ser usada para nunhuma outra finalidade

Elias Vaz (PSB) e Geovani Antônio (PSDB) fizeram representação pedindo que tribunal apure declaração dada pelo secretário municipal de Finanças, Cairo Peixoto, de que tem utilizado recursos de fundos, inclusive da Previdência, para pagar contas da prefeitura; prefeito Paulo Garcia confirmou informação durante a prestação de contas à Câmara; segundo Vaz, fundos têm verba carimbada que não pode ser usada para nunhuma outra finalidade
Elias Vaz (PSB) e Geovani Antônio (PSDB) fizeram representação pedindo que tribunal apure declaração dada pelo secretário municipal de Finanças, Cairo Peixoto, de que tem utilizado recursos de fundos, inclusive da Previdência, para pagar contas da prefeitura; prefeito Paulo Garcia confirmou informação durante a prestação de contas à Câmara; segundo Vaz, fundos têm verba carimbada que não pode ser usada para nunhuma outra finalidade (Foto: Realle Palazzo-Martini)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás247_ Os vereadores Elias Vaz (PSB) e Geovani Antônio (PSDB) se encontraram nesta quarta-feira com o procurador do Tribunal de Contas dos Municípios, José Gustavo Athayde. Os dois parlamentares fizeram representação pedindo que o TCM investigue declaração dada pelo secretário Municipal de Finanças, Cairo Peixoto, no início da semana e confirmada hoje pelo prefeito Paulo Garcia durante a prestação de contas à Câmara Municipal de que tem utilizado recursos de fundos municipais, inclusive da Previdência, para pagar contas.

Em entrevista à imprensa, o secretário Municipal de Finanças, Cairo Peixoto, assumiu que a prefeitura gastou R$ 62,9 milhões de sete fundos. Deste total, só R$ 18 milhões foram devolvidos. O secretário também informou ter devolvido R$ 29 milhões ao fundo de Previdência e disse que o dinheiro foi usado para quitar despesas do Paço, principalmente com folha de pagamento, em 2013.

Na quarta-feira (12), durante a prestação de contas do último quadrimestre do ano passado, Elias Vaz questionou o prefeito sobre a utilização desses recursos, mas não ficou satisfeito com a resposta. “Ele não explicou como foi utilizado esse dinheiro e não deixou claro que fundos são esses. O fundo tem o que chamamos de ‘verba carimbada’, é regido por uma lei que já determina em que deve ser usado, não pode ser aplicado como o prefeito bem entender”, ressalta o vereador.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email