Via Varejo faz parceria com Getnet para oferecer serviços financeiros a vendedores do marketplace

O acordo, com exclusividade de três anos, permitirá que os vendedores conectados ao marketplace Via Varejo tenham acesso a uma série de produtos financeiros.

Via Varejo faz parceria com Getnet para oferecer serviços financeiros a vendedores do marketplace
Via Varejo faz parceria com Getnet para oferecer serviços financeiros a vendedores do marketplace

(Reuters) - A Via Varejo informou nesta segunda-feira que fechou um acordo com a Getnet, empresa de tecnologia do Santander, para oferecer um portal aos vendedores de sua plataforma marketplace com soluções de serviços financeiros.

O acordo, com exclusividade de três anos, permitirá que os vendedores conectados ao marketplace Via Varejo tenham acesso a uma série de produtos financeiros, incluindo antecipação de recebíveis, sistema antifraude, cofre, pagamento recorrente, conciliação das vendas, aceitação e geração de boleto, checkout digital seguro, consultoria e infraestrutura na nuvem.

Além de oferecer novos serviços para os vendedores conectados à sua plataforma, a parceria permite ainda a adequação às novas regras do Banco Central, exigindo que liquidações de transações de empresas do marketplace com faturamento superior a 500 milhões de reais sejam centralizadas na Câmara Interbancária de Pagamentos (CIP).

“A conversa (com a Getnet) começou por conta disso e durante esse processo foi ampliando o escopo”, disse à Reuters o diretor de finanças e relações com investidores da Via Varejo, Felipe Negrão, acrescentando que as negociações para o acordo tiveram início há mais de um ano.

Na primeira fase, a parceria vai possibilitar o “split” das operações do marketplace. Desta forma, quando o cliente efetivar a compra, o pagamento será imediatamente dividido entre o vendedor e a Via Varejo. Atualmente, a Via Varejo recebe o valor integral e repassa a parte do vendedor após 15 dias.

A companhia disse ainda que “em breve”, além das soluções financeiras, o portal vai oferecer outros produtos e serviços financeiros, como conta corrente, máquinas leitoras de cartão (POS) e seguros.

Segundo a Via Varejo, atualmente existem mais de 4,1 mil parceiros ativos no marketplace.

“A parceria está alinhada à diretriz de transformação digital, processo em que a Via Varejo está inserida e vem fortalecendo sua atuação desde a integração com o canal online”, disse Negrão no comunicado desta segunda-feira.

Dentro das mudanças digitais, a Via Varejo anunciou há cerca de duas semanas um acordo com a AirFox para desenvolver soluções de pagamento móvel e banco digital, em acordo que permitirá aos clientes autenticar e digitalizar faturas, além de pagar carnês da Casas Bahia via aplicativo móvel.

Segundo o presidente da GetNet, Pedro Coutinho, a empresa vem investindo nos últimos dois anos para se posicionar no meio digital e a parceria abre espaço para que a Via Varejo volte sua atenção para outras áreas.

“Isso (acordo) provém a tecnologia para a Via Varejo, para tratar de forma massiva toda essa base de clientes e para que ela possa focar no seller, e não na tecnologia”, disse Coutinho.

Com o crescimento da participação do marketplace nas vendas das empresas de comércio eletrônico, esses varejistas vêm buscando meios de ampliar as vendas e fidelizar os vendedores em suas plataformas.

Em agosto, a B2W anunciou que passaria a oferecer empréstimos aos vendedores ligados ao seu marketplace, ampliando os serviços financeiros voltados a fomentar capital de giro de empreendedores e empresas parceiras para elevar as vendas na plataforma.

Por volta das 12:20, as ações da Via Varejo cediam 1,16 por cento, cotadas a 16,16 reais, enquanto o Ibovespa recuava 0,74 por cento.

Em 2018, os papéis da companhia acumulam baixa de quase 34 por cento, na contramão de concorrentes como a B2W e Magazine Luiza, que subiram cerca de 37 e 50,5 por cento, respectivamente, desde o começo do ano.

Por Flavia Bohone

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247