Vice de Alckmin: ‘o problema do Doria é não cumprir a palavra’

 O vice-governador de São Paulo, Márcio França, O vice-governador de São Paulo, Márcio França (PSB), afirmou nesta segunda-feira (19) que a vitória do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), nas prévias para o governo do estado era previsível, mas o tucano não tem palavra. "O problema do Doria é não cumprir a palavra. Ele deu a palavra a todos nós paulistanos de que cumpriria o mandato dele. À medida que não cumpre, as pessoas ficam desconfiadas. Acho que isso vai ter uma consequência grande pra ele", disse. 

Vice de Alckmin: ‘o problema do Doria é não cumprir a palavra’
Vice de Alckmin: ‘o problema do Doria é não cumprir a palavra’ (Foto: Dir.: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SP 247 - O vice-governador de São Paulo, Márcio França, O vice-governador de São Paulo, Márcio França (PSB), afirmou nesta segunda-feira (19) que a vitória do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), nas prévias para o governo do estado era previsível, mas o tucano não tem palavra.

"O problema do Doria é não cumprir a palavra. Ele deu a palavra a todos nós paulistanos de que cumpriria o mandato dele. À medida que não cumpre, as pessoas ficam desconfiadas. Acho que isso vai ter uma consequência grande pra ele", disse ele, durante entrevista à imprensa no Palácio dos Bandeirantes.

França deu afagos ao governador Geraldo Alckmin, que deixa o cargo no dia 7 de abril para disputar a presidência da República. "A palavra que o senhor deu aos paulistas cumpriu plenamente. Então, tenha certeza de que estaremos orando, rezando para que o senhor tenha um destino cada vez mais feliz e que faça a vida dos brasileiros feliz assim como fez aqui em São Paulo", disse.

Alckmin fez uma brincadeira: "Saio em 20 dias, mas já começaram o bota fora", aproveitando para também elogiar França. "Deixarei o governo nas mãos firmes e honradas de Márcio França".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247