Violência caiu 28% no Carnaval de Salvador

O Carnaval de Salvador neste ano teve redução média de 28% na violência e de 30% nas ocorrências registradas no sistema de saúde, conforme números apresentados na manhã desta Quarta-Feira de Cinzas pelo governador Jaques Wagner em entrevista coletiva no Hotel Sheraton, no Campo Grande

O Carnaval de Salvador neste ano teve redução média de 28% na violência e de 30% nas ocorrências registradas no sistema de saúde, conforme números apresentados na manhã desta Quarta-Feira de Cinzas pelo governador Jaques Wagner em entrevista coletiva no Hotel Sheraton, no Campo Grande
O Carnaval de Salvador neste ano teve redução média de 28% na violência e de 30% nas ocorrências registradas no sistema de saúde, conforme números apresentados na manhã desta Quarta-Feira de Cinzas pelo governador Jaques Wagner em entrevista coletiva no Hotel Sheraton, no Campo Grande (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - O Carnaval de Salvador neste ano teve redução média de 28% na violência e de 30% nas ocorrências registradas no sistema de saúde, conforme números apresentados na manhã desta Quarta-Feira de Cinzas pelo governador Jaques Wagner em entrevista coletiva no Hotel Sheraton, no Campo Grande.

Governador ressaltou também resultado positivo na ocupação hoteleira da capital baiana. Segundo o governador, 91% da rede foi ocupada, "uma das mais altas do país".

A produtividade policial também aumentou em 29%, segundo o balanço apresentado.

"É uma queda no lado negativo do problema e um aumento semelhante no lado positivo. Do ponto de vista do que é competência do Estado, este foi o melhor Carnaval dos últimos oito anos. Sem dúvida nenhuma isso é fruto de um trabalho cada vez melhor das polícias, uma organização melhor da festa e uma consciência das pessoas de que o Carnaval é para brincar, e não para se brigar", disse Wagner.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email