Violência em 11 meses supera todo o ano de 2014

Total de homicídios registrado entre janeiro e novembro em Pernambuco chega a 3.540 mortes; número é 13,% maior qu eo regsirado em todo o ano passado "A crise contribui. Não é que o desempregado vá cometer crime, mas ele empregava outros serviços. Com a recessão do país, vemos impacto nos índices de violência", justificou o secretário da SDS, Alessandro Carvalho

Total de homicídios registrado entre janeiro e novembro em Pernambuco chega a 3.540 mortes; número é 13,% maior qu eo regsirado em todo o ano passado "A crise contribui. Não é que o desempregado vá cometer crime, mas ele empregava outros serviços. Com a recessão do país, vemos impacto nos índices de violência", justificou o secretário da SDS, Alessandro Carvalho
Total de homicídios registrado entre janeiro e novembro em Pernambuco chega a 3.540 mortes; número é 13,% maior qu eo regsirado em todo o ano passado "A crise contribui. Não é que o desempregado vá cometer crime, mas ele empregava outros serviços. Com a recessão do país, vemos impacto nos índices de violência", justificou o secretário da SDS, Alessandro Carvalho (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Pernambuco 247 - O total de homicídios em Pernambuco já supera o registrado ao longo de todo o ano de 2014. Segundo a Secretaria de Defesa Social (SDS), entre janeiro e novembro deste ano foram apontados 3.540 assassinatos, 13,5% a mais que nos 12 meses de 2014. Ainda segundo a SDS, novembro teve o segundo pior resultado de 2015, com 352 crimes violentos letais intencionais (CLVI). Outubro foi o pior mês, com 282 assassinatos registrados. "A crise contribui. Não é que o desempregado vá cometer crime, mas ele empregava outros serviços. Com a recessão do país, vemos impacto nos índices de violência", afirmou o secretário da SDS, Alessandro Carvalho.

Além de atribuir parte do aumento dos homicídios à atual recessão econômica, Carvalho apontou que a entrega de plantões por parte dos policiais civis também contribuiu para a piora dos indicadores. "Há um movimento no seio da Polícia Civil, principalmente entre agentes e escrivães, apesar de toda a negociação do governo que contribui para esse aumento. Nesse momento, não é possível ter qualquer reajuste salarial por causa da Lei de Responsabilidade Fiscal", observou. Por meio de nota, o Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol), informou que a Operação Polícia Cidadã – que engloba a entrega dos plantões extras - "nada mais é do que uma campanha de conscientização para que os policiais civis cumpram a lei, de forma irrestrita, profissionalizando a investigação e cumprindo as atribuições de cada cargo".

Para tentar barrar a violência, a SDS anunciou o reforço do policiamento para este final de ano e para janeiro de 2016, realizando operações e ações específicas para as festas de final de ano, para o litoral e para as prévias carnavalescas.

O tota de homicídios em Pernambuco já supera o registrado ao longo de todo o ano de 2014. Segundo a Secretaria de Defesa Social (SDS), entre janeiro e novembro deste ano foram apontados 3.540 assassinatos, 13,5% a mais que nos 12 meses de 2014. Ainda segundo a SDS, novembro teve o segundo pior resultado de 2015, com 352 crimes violentos letais intencionais (CLVI). Outubro foi o pior mês, com 282 assassinatos registrados.  “A crise contribui. Não é que o desempregado vá cometer crime, mas ele empregava outros serviços. Com a recessão do país, vemos impacto nos índices de violência”, afirmou o secretário da SDS, Alessandro Carvalho.

Além de atribuir parte do aumento dos homicídios à atual recessão econômica, Carvalho apontou que a entrega de plantões por parte dos policiais civis também contribuiu para a piora dos indicadores.

“Há um movimento no seio da Polícia Civil, principalmente entre agentes e escrivães, apesar de toda a negociação do governo que contribui para esse aumento. Nesse momento, não é possível ter qualquer reajuste salarial por causa da Lei de Responsabilidade Fiscal”, observou.

Por meio de nota, o Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol),  informou que a Operação Polícia Cidadã – que engloba a entrega dos plantões extras - “nada mais é do que uma campanha de conscientização para que os policiais civis cumpram a lei, de forma irrestrita, profissionalizando a investigação e cumprindo as atribuições de cada cargo”.

 

Para tentar barrar a violência, a SDS anunciou o reforço do policiamento para este final de ano e para janeiro de 2016, realizando operações e ações específicas para as festas de final de ano, para o litoral e para as prévias carnavalescas. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247