Viracopos disputa voos com Cumbica e Congonhas

Concessionária quer o aeroporto cada vez mais internacional e, para isso, investe R$ 2 bilhões no novo terminal; até o final da concessão, em 2043, serão R$ 7,4 bilhões em investimentos; administradora pretende apresentar o projeto de ampliação do aeroporto e tentar atrair companhias aéreas nacionais e internacionais que operam nos dois principais aeroportos paulistas; em maio de 2014, 28 fingers entram em operação em Viracopos

Concessionária quer o aeroporto cada vez mais internacional e, para isso, investe R$ 2 bilhões no novo terminal; até o final da concessão, em 2043, serão R$ 7,4 bilhões em investimentos; administradora pretende apresentar o projeto de ampliação do aeroporto e tentar atrair companhias aéreas nacionais e internacionais que operam nos dois principais aeroportos paulistas; em maio de 2014, 28 fingers entram em operação em Viracopos
Concessionária quer o aeroporto cada vez mais internacional e, para isso, investe R$ 2 bilhões no novo terminal; até o final da concessão, em 2043, serão R$ 7,4 bilhões em investimentos; administradora pretende apresentar o projeto de ampliação do aeroporto e tentar atrair companhias aéreas nacionais e internacionais que operam nos dois principais aeroportos paulistas; em maio de 2014, 28 fingers entram em operação em Viracopos (Foto: Realle Palazzo-Martini)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SP247_ A concessionária Aeroportos Brasil Viracopos quer a unidade cada vez mais internacional. Para isso, pretende destinar R$ 2 bilhões ao novo terminal e ampliar os investimentos a R$ 7,4 bilhões até o final da concessão, em 2043. A administradora pretende apresentar o projeto de ampliação do aeroporto e tentar atrair companhias aéreas internacionais.

A Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), atualmente é internacional só no nome. Opera apenas um voo internacional da TAP, com destino a Lisboa, três vezes por semana. Mas o atual terminal já passou a ter duas lojas free shop. No cronograma do projeto, novas rotas internacionais chegarão a partir de 2014, quando será entregue o novo terminal de passageiros.

"Precisamos mostrar o nosso aeroporto para o mundo. Vamos vendê-lo, mostrar o que estamos fazendo", disse à Folha de S. Paulo o diretor-presidente da concessionária Aeroportos Brasil Viracopos, Luiz Alberto Küster. Segundo a Folha, o giro internacional de Viracopos começará por Las Vegas (EUA), em outubro, no World Routes 2013 (evento que reúne as maiores empresas de aviação comercial do mundo). Em novembro irá à Europa e em Dezembro, à Ásia.

"A grande verdade é a seguinte: hoje nós não temos condições de receber um grande fluxo de passageiros internacionais", diz Küster. Mas a partir de maio no ano que vem o terminal já contará com 28 fingers, reduzindo o uso dos ônibus para embarque e desembarque.

Viracopos opera atualmente 70 destinos no país e negocia com TAM, Gol e Avianca para aumentar esse número. Küster revela que 40% dos passageiros internacionais de Cumbica são do interior de São Paulo, razão pela qual Campinas pode ser uma alternativa. "Em algumas regiões de São Paulo já é mais rápido vir a Viracopos do que ir a Guarulhos."

O executivo diz que outro objetivo da concessionária é transformar Viracopos no principal centro nacional de distribuição de voos --função hoje de Congonhas, na cidade de São Paulo. Dessa forma, diminuiria a dependência mútua entre o aeroporto e a Azul (90% dos voos no atual terminal são da companhia).

O TAV (Trem de Alta Velocidade), do governo federal, e o de trens metropolitanos (ligando Campinas a Santos e Sorocaba a Taubaté, com as linhas se encontrando em São Paulo), do governo estadual, são essenciais aos planos da concessionária. "O trem metropolitano começa também a propiciar um esvaziamento de Congonhas, e quando o TAV se viabilizar Congonhas vai passar a ser nosso maior competidor", disse Küster à Folha, reforçando que tem condições operacionais "muito melhores" do que o aeroporto da capital paulista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email