Vitória do Tapetão: Portuguesa tende a ser rebaixada

Time paulista deverá jogar a série B em 2014, decidiu o Superior Tribunal de Justiça Desportiva nesta segunda-feira 16; julgamento, porém, é de primeira instância, cabendo recurso pelo clube punido, que perdeu quatro pontos e terá de pagar uma multa de R$ 1 mil

RIO DE JANEIRO, RJ, 16.12.2013: STJD/PORTUGUESA -  Movimentação de torcedores  - A Primeira Comissão Disciplinar do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), julga se a Portuguesa deve ou não perder quatro pontos por ter escalado o meia Héverton no
RIO DE JANEIRO, RJ, 16.12.2013: STJD/PORTUGUESA - Movimentação de torcedores - A Primeira Comissão Disciplinar do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), julga se a Portuguesa deve ou não perder quatro pontos por ter escalado o meia Héverton no (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A Portuguesa deve ser rebaixada para a série B em 2014, decidiu nesta segunda-feira 16 o Superior Tribunal de Justiça Desportiva. Ainda cabe recurso contra a decisão, que foi de primeira instância. O clube paulista perdeu quatro pontos e terá de pagar uma multa de R$ 1 mil.

A entidade máxima da justiça esportiva brasileira julgou que a equipe do Canindé merecia ser punida pela escalação do meia Héverton no empate por 0 a 0 com o Grêmio pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro. O jogador deveria ter sido desfalque por ter sido punido com suspensão de dois jogos.

Quem sai beneficiado com a decisão é o Fluminense, uma vez que, perdendo quatro pontos, a Portuguesa sai rebaixada no lugar do clube do Rio. Os torcedores comemoraram a decisão na frente do tribunal com gritos e bandeiras. Leia abaixo reportagem dor portal Band sobre a manifestação dos torcedores, em clima de estádio:

Porta do STJD ganha clima de estádio
Enquanto fãs do Fluminense 'torcem' para pressionar decisão do tribunal, torcedores da Portuguesa levam tapetão para provocar rivais

O julgamento da Portuguesa pela escalação do meia Heverton na última rodada do Brasileirão, nesta segunda-feira, reúne diversos torcedores na porta do Superior Tribunal de Justiça Desportiva. As manifestações dos torcedores de Fluminense e Portuguesa emanam clima de estádio nas ruas do centro do Rio de Janeiro.

Para a partida, até a Polícia Militar preparou um esquema semelhante ao de dias de jogos e destacou oitenta homens do agrupamento especial de policiamento em estádios para a porta do STJD.

Fãs do Fluminense lotam o local e agem como se estivessem em um estádio, entoando os cânticos do clube. Em maior número, a torcida tricolor espera pressionar o júri para que a Lusa seja punida com a perda de quatro pontos, que causaria o rebaixamento do time paulista e a consequente manutenção do Flu na Série A.

No entanto, também estão presentes na porta da sede do STJD alguns torcedores do Flamengo, que provocam estendendo um tapete e questionando: "Tapetão III?" O cartaz faz referência a outras duas decisões judiciais que salvaram o clube das Laranjeiras da Série B.

Por volta das 17h30 (de Brasília), torcedores da Portuguesa chegaram ao local em quatro ônibus e endossaram os gritos dos flamenguistas contra o Fluminense na porta do STJD.

O Flamengo também têm interesse no plenário desta segunda-feira, pois será julgado pela escalação do jogador André Santos, expulso na final da Copa do Brasil, na última rodada do Brasileirão.

Embora os rubro-negros estejam apoiando a Portuguesa, a absolvição da Lusa e condenação do Flamengo nesta segunda podem significar o rebaixamento dos cariocas para a Série B. Como o cenário é improvável, os flamenguistas seguem incentivando a Lusa e provocando o Flu e o Vasco, outro carioca que irá disputar a segunda divisão em 2013.

O Fluminense foi rebaixado na bola em 1996 para a segunda divisão, mas acabou salvo por uma medida da Justiça. No entanto, caiu efetivamente no ano seguinte e acabou descendo para a Série C em 1998. Como foi campeão da Terceirona em 1999, deveria jogar a Série B em 2000, mas acabou incluso na Copa João Havelange, que foi o Brasileirão disputado com times de todas as divisões.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247