Vitória dos professores: reforma da previdência de Doria é retirada da pauta

O prefeito de São Paulo e pré-candidato ao governo do Estado, João Doria (PSDB), acaba de sofrer mais uma grande derrota política; depois de manifestações enormes de professores e servidores municipais na frente da Câmara dos Vereadores nesta terça-feira 27 e na semana passada, o projeto da reforma da Previdência apresentado pelo governo foi suspenso por 120 dias pelos vereadores da base aliada; proposta do Sampaprev prejudicaria os servidores com retirada de direitos

Vitória dos professores: reforma da previdência de Doria é retirada da pauta
Vitória dos professores: reforma da previdência de Doria é retirada da pauta (Foto: Fernanda Almeida/Midia Ninja | Nacho Doce/Reuters)

SP 247 - O prefeito de São Paulo e pré-candidato ao governo do Estado, João Doria (PSDB), acaba de sofrer mais uma grande derrota política nesta terça-feira 27. Depois de manifestações enormes de professores e servidores municipais na frente da Câmara dos Vereadores e na semana passada, o projeto da reforma da Previdência apresentado pelo governo foi retirado da pauta e suspenso por 120 dias pelos vereadores da base aliada.

Depois de ver que não conseguiria os 28 votos necessários para a aprovação do texto em primeira votação, o vereador Milton Leite (DEM), presidente da Câmara, tirou o texto da pauta e disse que ele passará por comissão de estudos, que deverá manter uma relação contínua com sindicatos e outros órgãos.

A proposta do Sampaprev prejudicaria os servidores com retirada de direitos. Nos protestos da semana passada, professores saíram agredidos pela Polícia Militar dentro da Câmara Municipal.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247