Wagner: DEM "deseja uma nação de poucos"

Pelo Twitter, o ministro da Defesa, Jaques Wagner, criticou o DEM pelo decreto legislativo para suspender a proposta do governo de criar o Cadastro Nacional de Especialistas; "Em mais uma demonstração de descompromisso com o povo brasileiro, o DEM editou um decreto para suspender o Cadastro Nacional de Especialistas. Trata-se de um banco de dados que será a base do programa Mais Especialidades, nova fase do Mais Médicos. Esse é o mesmo partido que entrou na Justiça para barrar o programa que hoje garante atendimento básico de saúde a 63 milhões de brasileiros", disse Wagner

Pelo Twitter, o ministro da Defesa, Jaques Wagner, criticou o DEM pelo decreto legislativo para suspender a proposta do governo de criar o Cadastro Nacional de Especialistas; "Em mais uma demonstração de descompromisso com o povo brasileiro, o DEM editou um decreto para suspender o Cadastro Nacional de Especialistas. Trata-se de um banco de dados que será a base do programa Mais Especialidades, nova fase do Mais Médicos. Esse é o mesmo partido que entrou na Justiça para barrar o programa que hoje garante atendimento básico de saúde a 63 milhões de brasileiros", disse Wagner
Pelo Twitter, o ministro da Defesa, Jaques Wagner, criticou o DEM pelo decreto legislativo para suspender a proposta do governo de criar o Cadastro Nacional de Especialistas; "Em mais uma demonstração de descompromisso com o povo brasileiro, o DEM editou um decreto para suspender o Cadastro Nacional de Especialistas. Trata-se de um banco de dados que será a base do programa Mais Especialidades, nova fase do Mais Médicos. Esse é o mesmo partido que entrou na Justiça para barrar o programa que hoje garante atendimento básico de saúde a 63 milhões de brasileiros", disse Wagner (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - Pelo Twitter, o ministro da Defesa, Jaques Wagner, criticou o DEM pelo decreto protocolado na quarta-feira (12) na Câmara dos Deputados para suspender a proposta do governo de criar o Cadastro Nacional de Especialistas.

"Em mais uma demonstração de descompromisso com o povo brasileiro, o DEM editou um decreto para suspender o Cadastro Nacional de Especialistas. Trata-se de um banco de dados que será a base do programa Mais Especialidades, nova fase do Mais Médicos. Esse é o mesmo partido que entrou na Justiça para barrar o programa que hoje garante atendimento básico de saúde a 63 milhões de brasileiros", disse Wagner.

Presidente do DEM na Bahia, o deputado federal José Carlos Aleluia faz críticas duras à proposta do governo. "Essa é mais uma artimanha populista de Dilma totalmente descomprometida com a qualidade da assistência à saúde do povo brasileiro", afirma o democrata.

Jaques Wagner continua a rebater o DEM, e acusa o partido de ser contra as cotas raciais nas universidades.

"Eles também tentaram impedir a implementação das cotas raciais nas universidades, mas foram derrotados no STF. Não é desse tipo de oposição, intransigente e insensível às necessidades da população mais pobre, que o país precisa. O Brasil que esta oposição deseja, uma nação de poucos, felizmente ficou no passado. O futuro será de mais inclusão, mais desenvolvimento e mais médicos para quem mais precisa", rebate o ex-governador da Bahia.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email