Wagner diz que Dilma terá 200 votos no domingo

O ministro do Gabinete da Presidência da República, Jaques Wagner, disse na noite desta sexta-feira que o Planalto conseguiu reverter votos, e agora tem o apoio de 200 deputados na Câmara contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff; o crescimento no número de apoiadores do governo, segundo Wagner, cresceu no último dia em razão da visita de governadores da base a Brasília; Wagner comemora o fato de 24 dos 39 deputados federais baianos terem declarado apoio à Dilma; "24 deputados baianos, ou 61% da bancada do estado, e o meu amigo Rui Costa (governador) manifestaram apoio contra o golpe"

O ministro do Gabinete da Presidência da República, Jaques Wagner, disse na noite desta sexta-feira que o Planalto conseguiu reverter votos, e agora tem o apoio de 200 deputados na Câmara contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff; o crescimento no número de apoiadores do governo, segundo Wagner, cresceu no último dia em razão da visita de governadores da base a Brasília; Wagner comemora o fato de 24 dos 39 deputados federais baianos terem declarado apoio à Dilma; "24 deputados baianos, ou 61% da bancada do estado, e o meu amigo Rui Costa (governador) manifestaram apoio contra o golpe"
O ministro do Gabinete da Presidência da República, Jaques Wagner, disse na noite desta sexta-feira que o Planalto conseguiu reverter votos, e agora tem o apoio de 200 deputados na Câmara contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff; o crescimento no número de apoiadores do governo, segundo Wagner, cresceu no último dia em razão da visita de governadores da base a Brasília; Wagner comemora o fato de 24 dos 39 deputados federais baianos terem declarado apoio à Dilma; "24 deputados baianos, ou 61% da bancada do estado, e o meu amigo Rui Costa (governador) manifestaram apoio contra o golpe" (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - O ministro do Gabinete Pessoal da Presidência da República, Jaques Wagner, disse na noite desta sexta-feira (15) que o Planalto conseguiu reverter votos, e agora tem o apoio de 200 deputados na Câmara contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

De acordo com o ex-governador baiano, o crescimento no número de apoiadores do governo cresceu no último dia em razão da visita de governadores da base a Brasília.

Pelo Twitter, Wagner comemorou o fato de 24 dos 39 deputados federais baianos terem declarado apoio à Dilma. "24 deputados baianos, ou 61% da bancada do estado, e o meu amigo Rui Costa (governador) manifestaram apoio contra o golpe. Essa demonstração de solidariedade fortalece a nossa convicção de que a tese do impeachment sem crime de responsabilidade não prevalecerá", disse Wagner.

Nesta sexta, a presidente recebeu os governadores da Bahia, Rui Costa (PT); do Maranhão, Flavio Dino (PCdoB); do Amapá, Waldez Góes (PDT); do Ceará, Camilo Santana (PT); do Piauí, Wellington Dias (PT); e da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB).

Segundo o jornal O Globo, os governadores se encontraram com Dilma e mostram otimismo quanto ao resultado da votação de domingo (17). "

O clima melhorou muito nos últimos dias. Há um entendimento claro, muito nítido, de que a suposta avalanche que havia na direção de apoio ao impeachment não se verificou. Ao contrário, nós temos uma tendência de reversão de expectativa nesse momento", disse Flávio Dino.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247