"Wagner está sem crédito até perante a União"

O líder da minoria no Congresso, deputado Antônio Imbassahy, do PSDB, vai fazer requerimento ao ministro Guido Mantega pedindo esclarecimentos sobre o veto da União ao pedido de empréstimo de US$ 2,1 bilhões do Governo da Bahia ao Bank of América Merril Lynch; "Durante todo meu tempo de vida pública não recordo ter acontecido caso similar na história da Bahia: a Assembleia Legislativa autorizar uma operação financeira a pedido do governador e a mesma ser rejeitada pelo governo federal. Com certeza as contas do Estado foram deterioradas", diz o tucano

O líder da minoria no Congresso, deputado Antônio Imbassahy, do PSDB, vai fazer requerimento ao ministro Guido Mantega pedindo esclarecimentos sobre o veto da União ao pedido de empréstimo de US$ 2,1 bilhões do Governo da Bahia ao Bank of América Merril Lynch; "Durante todo meu tempo de vida pública não recordo ter acontecido caso similar na história da Bahia: a Assembleia Legislativa autorizar uma operação financeira a pedido do governador e a mesma ser rejeitada pelo governo federal. Com certeza as contas do Estado foram deterioradas", diz o tucano
O líder da minoria no Congresso, deputado Antônio Imbassahy, do PSDB, vai fazer requerimento ao ministro Guido Mantega pedindo esclarecimentos sobre o veto da União ao pedido de empréstimo de US$ 2,1 bilhões do Governo da Bahia ao Bank of América Merril Lynch; "Durante todo meu tempo de vida pública não recordo ter acontecido caso similar na história da Bahia: a Assembleia Legislativa autorizar uma operação financeira a pedido do governador e a mesma ser rejeitada pelo governo federal. Com certeza as contas do Estado foram deterioradas", diz o tucano (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247

O líder da minoria no Congresso, deputado Antônio Imbassahy, do PSDB, vai fazer requerimento ao ministro Guido Mantega pedindo esclarecimentos sobre o veto da União ao pedido de empréstimo de US$ 2,1 bilhões do Governo da Bahia ao Bank of América Merril Lynch.

Para o tucano, o empréstimo barrado pelo Tesouro seria "danoso aos interesses nacionais". "O governador Jaques Wagner (PT) submeteu a Assembleia Legislativa a uma situação de constrangimento ao impor" a aprovação do projeto que autorizou a contração do crédito com o banco norte americano.

Segundo Imbassahy, os recursos seriam utilizados para equilibrar as finanças do Estado, "bastante debilitadas pela má gestão do dinheiro publico".

O tucano se diz indignado. "Durante todo o meu tempo de vida pública não recordo ter acontecido caso similar na história da Bahia: a Assembleia Legislativa autorizar uma operação financeira a pedido do governador e a mesma ser rejeitada pelo governo federal. Com certeza as contas do Estado foram deterioradas e o governo baiano está sem credibilidade até mesmo perante a União".

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email