Wagner: 'já vi governos saírem de situações piores'

“Eu já vivi momentos, não iguais, mas semelhantes, seja pessoalmente, seja no governo do ex-presidente Lula. Não sei se números (de pesquisas) eram iguais. Mas eram situações ruins, difíceis, e ele (Lula) ganhou a eleição (em 2006). Ela (Dilma) está terminando o terceiro mês de 48. O fato é que muita água ainda vai passar debaixo desta ponte”, disse o ministro da Defesa, Jaques Wagner, ao comparar a crise política atual ao período Lula

Brasília-DF, 10/02/2011. Presidenta Dilma Rousseff recebe o governador da bahia Jaques Wagner. Foto: Roberto Stucket Filho/PR
Brasília-DF, 10/02/2011. Presidenta Dilma Rousseff recebe o governador da bahia Jaques Wagner. Foto: Roberto Stucket Filho/PR (Foto: Roberta Namour)

247 – O ministro da Defesa, Jaques Wagner, minimizou a crise política vivida pela presidente Dilma Rousseff. Em entrevista ao ‘Estado de S. Paulo’, ele comparou o cenário ao escândalo do chamado “mensalão” ocorrido no governo Lula:

“Eu já vivi momentos, não iguais, mas semelhantes, seja pessoalmente, seja no governo do ex-presidente Lula. Não sei se números (de pesquisas) eram iguais. Mas eram situações ruins, difíceis, e ele (Lula) ganhou a eleição (em 2006). Ela (Dilma) está terminando o terceiro mês de 48. O fato é que muita água ainda vai passar debaixo desta ponte”, disse.

O ex-governador da Bahia reconhece a existência de um “problema de comunicação” no governo, mas afirma que, “com paciência, com diálogo com a sociedade e com o Congresso, com a aprovação do ajuste, vamos ultrapassar isso”.

Ele nega sua ida para a Casa Civil e diz que ‘não há chance’ de Aloizio Mercadante deixar a pasta.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247