Wagner: 'nosso candidato é um só, é o Lula'

Um dia após a confusão gerada em torno da liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-governador Jaques Wagner, que tem o nome cotado como um possível substituto de Lula caso este seja impedido de disputar as eleições de outubro, afirmou que o PT deve manter a candidatura de Lula até o fim; "Não temos de escalar um substituto. Nosso candidato é um só, é o Lula", disse

Wagner: 'nosso candidato é um só, é o Lula'
Wagner: 'nosso candidato é um só, é o Lula'

Bahia 247 - Um dia após a confusão gerada em torno da liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-governador Jaques Wagner, que tem o nome cotado como um possível substituto de Lula caso este seja impedido de disputar as eleições de outubro, afirmou que o PT deve manter a candidatura de Lula até o fim. "Não temos de escalar um substituto. Nosso candidato é um só, é o Lula", disse ao chegar em São Paulo para participar de uma reunião da cúpula da legenda.

Segundo ele, o PT só deve pensar em apoiar outros candidatos do centro-democrático caso o ex-presidente seja definitivamente impedido de disputar as eleições de outubro. "Se por acaso houver uma intervenção definitiva, na minha opinião o partido deveria olhar para outros candidatos que estão aí e escolher quem mais se aproxima do nosso programa", observou. "Se nós temos uma estratégia, que é a candidatura de Lula, não temos que estar discutindo outro cenário", completou.

Sobre a celeuma jurídica em torno da liberdade de Lula registrada neste domingo (9), Wagner disse que o PT não deveria endossar a posição do Tribunal Federal da 4ª Região (TRF-4)que manteve Lula na prisão em Curitiba, apesar do juiz plantonista Rogério Fraveto ter determinado a sua soltura imediata. "Vamos discutir a mobilização, a luta no território jurídico e político", ressaltou.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247