Wagner rebate ataques de Souto: "As pessoas mentem"

O governador Jaques Wagner quebrou silêncio sobre artilharia pesada que vem recebendo do pré-candidato do DEM ao governo do estado, Paulo Souto; democrata atribui aos dois mandatos de Wagner os maiores índices de homicídio e de violência em geral da história e acusa o petista de 'sucatear' as polícias Civil e Militar; Wagner rebateu ex-governador sobre suposta crise na segurança pública; "Recebi vários calhambeques, as polícias não tinham coletes à prova de balas. Construímos presídios. Meu investimento foi de R$ 16 bilhões e o dele (Souto), de R$ 6 bilhões

O governador Jaques Wagner quebrou silêncio sobre artilharia pesada que vem recebendo do pré-candidato do DEM ao governo do estado, Paulo Souto; democrata atribui aos dois mandatos de Wagner os maiores índices de homicídio e de violência em geral da história e acusa o petista de 'sucatear' as polícias Civil e Militar; Wagner rebateu ex-governador sobre suposta crise na segurança pública; "Recebi vários calhambeques, as polícias não tinham coletes à prova de balas. Construímos presídios. Meu investimento foi de R$ 16 bilhões e o dele (Souto), de R$ 6 bilhões
O governador Jaques Wagner quebrou silêncio sobre artilharia pesada que vem recebendo do pré-candidato do DEM ao governo do estado, Paulo Souto; democrata atribui aos dois mandatos de Wagner os maiores índices de homicídio e de violência em geral da história e acusa o petista de 'sucatear' as polícias Civil e Militar; Wagner rebateu ex-governador sobre suposta crise na segurança pública; "Recebi vários calhambeques, as polícias não tinham coletes à prova de balas. Construímos presídios. Meu investimento foi de R$ 16 bilhões e o dele (Souto), de R$ 6 bilhões (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - O governador Jaques Wagner (PT) resolveu quebrar o silêncio sobre artilharia pesada que vem recebendo do pré-candidato do DEM ao governo do estado, Paulo Souto. O democrata atribui aos dois mandatos de Wagner os maiores índices de homicídio e de violência em geral da história e acusa o petista de 'sucatear' as polícias Civil e Militar.

Em entrevista à rádio Metrópole nesta sexta-feira (6), porém, Jaques Wagner rebateu o ex-governador do DEM sobre suposta crise na segurança pública da Bahia.

"A segurança é um problema sério em todos os estados da Federação. Eu recebi vários calhambeques, as polícias não tinham coletes à prova de balas. Construímos presídios. Meu investimento foi de R$ 16 bilhões e o dele (Souto), de R$ 6 bilhões. Eu vou sugerir que ele pegue nosso projeto do Pacto pela Vida. O aumento de homicídios no meu período é de 60%, no dele, foi de 260%. As pessoas mentem e a população precisa saber dos números", disparou Wagner.

Governador também comparou com ex-gestor do DEM o efetivo de policiais e seus rendimentos financeiros. "Hoje nós já contratamos 12 mil policiais e estamos com mais 2 mil jovens fazendo o curso de soldado, para chegar a 14 mil contratações. O salário de soldado e cabo na Bahia, depois que demos mais de 65% de aumento real, é o quinto maior salário do país".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247