Wagner sobre Casa Civil: “estou à disposição”

Durante audiência pública da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, o ministro da Defesa, Jaques Wagner, não confirmou se já recebeu o convite da presidente Dilma Rousseff e ressaltou que, por enquanto, é o ministro da Defesa; o petista disse, porém, que está à disposição para assumir a Casa Civil; "Sou parte desse projeto [de governo], estou à disposição no que puder ajudar", afirmou

Jacques Wagner
Jacques Wagner (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Andreia Verdélio - Repórter da Agência Brasil

O ministro da Defesa, Jaques Wagner, disse hoje (30) que está à disposição para assumir a Casa Civil, se for convidado pela presidenta Dilma Rousseff. "Sou parte desse projeto [de governo], estou à disposição no que puder ajudar", disse ao chegar para audiência pública na Câmara dos Deputados.

O ministro não confirmou se já recebeu o convite e ressaltou que, por enquanto, é o ministro da Defesa.

A mudança no comando da Casa Civil tem sido apontada como uma da alterações previstas na reforma administrativa, que deverá ser anunciada pela presidenta. Wagner entraria no lugar do atual ministro da pasta, Aloizio Mercadante.

Wagner participa da audiência na Câmara que discute o Decreto nº 8.515/15, que delega competência do presidente da República ao ministro da Defesa para a edição de atos relativos a pessoal militar.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247