Waldir e Bittencourt: os mais influentes nas redes

Levantamento publicado pelo jornal Diário da Manhã mostra que Delegado Waldir e Bittencourt são os pré-candidatos a prefeito de Goiânia mais influentes nas redes sociais; ranqueamento leva em consideração a proporcionalidade entre interações, alcance e engajamento, e o número de seguidores do Twitter e Facebook de perfis oficiais; líder nas pesquisas, o peemedebista Iris Rezende é o último no ranking

Levantamento publicado pelo jornal Diário da Manhã mostra que Delegado Waldir e Bittencourt são os pré-candidatos a prefeito de Goiânia mais influentes nas redes sociais; ranqueamento leva em consideração a proporcionalidade entre interações, alcance e engajamento, e o número de seguidores do Twitter e Facebook de perfis oficiais; líder nas pesquisas, o peemedebista Iris Rezende é o último no ranking
Levantamento publicado pelo jornal Diário da Manhã mostra que Delegado Waldir e Bittencourt são os pré-candidatos a prefeito de Goiânia mais influentes nas redes sociais; ranqueamento leva em consideração a proporcionalidade entre interações, alcance e engajamento, e o número de seguidores do Twitter e Facebook de perfis oficiais; líder nas pesquisas, o peemedebista Iris Rezende é o último no ranking (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Diário da Manhã (Helton Lenine) - Delegado Waldir (PR) e Luiz Bittencourt (PTB) são os pré-candidatos a prefeito de Goiânia com maior influência nas redes sociais, de acordo com levantamento realizado pela Eureka Comunicação entre os dias 1° e 28 de abril de 2016. Iris Rezende (PMDB), que hoje lidera todas as pesquisas de intenção de voto para a prefeitura, é o último no ranking.

O ranqueamento leva em consideração a proporcionalidade entre interações, alcance e engajamento, e o número de seguidores do Twitter e Facebook de perfis oficiais dos pré-candidatos. As notas de cada critério vão de 1 a 11, sendo 1 para o menor desempenho e 11 para o máximo.

O resultado (influência) é a soma dos três itens (interação, alcance e engajamento). As ferramentas utilizadas para o monitoramento de dados foram o Scup e o Brandviewer. Para o ranqueamento, foram utilizadas o Tweet Rank e o Socialbakers Analytics. “A escolha dos filtros, metodologias e ferramentas foi feita a partir de critérios rigorosos. O resultado a que chegamos é o mais fiel possível à realidade”, afirma o analista de mídias sociais responsável pelo estudo, Carlos Willian Leite.

CANDIDATOS

Bittencourt é a grande surpresa do estudo por ter a página mais nova (criada em fevereiro) e já aparecer na segunda colocação. Ainda não bateu a marca dos 10 mil seguidores, mas conquista em média 1,1 mil por semana. Ele posta menos que alguns de seus adversários, como Adriana Accorsi (PT) e Francisco Júnior (PSD), mas os seus posts provocam interação alta, acima da média geral.

A comparação deste levantamento com os anteriores mostra que Delegado Waldir começou a perder o impacto que antes causava nas redes sociais. “Ele não apresenta mais aquele vigor de início de mandato”, afirma Carlos Willian. O envolvimento médio das postagens do deputado é de 15 mil pessoas, enquanto o de políticos mais fortes nas redes sociais, como o governador Marconi Perillo (PSDB) e o senador Ronaldo Caiado (DEM), chega a 800 mil. Ocorre, com ele, um processo que os especialistas em mídias sociais chamam de “fadiga”, tanto nas potagens quanto na quantidade de interações.

O principal destaque negativo do levantamento é Iris Rezende, que postou apenas uma vez no Facebook em 2016. Foi para responder a matéria publicada pela Revista Época, no começo de abril, que o acusou de receber dinheiro da construtora Odebrecht para comprar uma fazenda no Pará. À exceção desta publicação, de caráter meramente reativo, o ex-governador não deu as caras por lá nenhuma vez.

O estudo mostrou que as assessorias de Adriana e Francisco Júnior dedicaram-se, nos últimos dias, a uma maratona incansável de potagens. A deputada do PT publicou nada menos do que 253 vezes no Face na última semana. Francisco, mais de 150. A média dos demais pré-candidatos varia entre 20 e 30. A estratégia é arriscada, porque pode cansar o eleitor, e por ora não surtiu efeito. O levantamento revela que nenhum dos dois provocou número alto de interações com a presença frenética dos seus assessores na rede.

A página do candidato do PSDB, Giuseppe Vecci, cresceu no que diz respeito às interações, mas avançou menos que Bittencourt. Vanderlan é outra decepção, porque o envolvimento e o número de seguidores de suas páginas estagnaram desde a última eleição que disputou, em 2014. O político do PSB, usualmente criticado por ser candidato de si mesmo, não saiu do lugar.

Os pré-candidatos nas redes sociais

Delegado Waldir (PR)
Interações: 10
Alcance: 11
Engajamento: 3

Influência: 24

Luiz Bittencourt (PTB)
Interações: 7
Alcance: 8
Engajamento: 6

Influência: 21

Giuseppe Vecci (PSDB)
Interações: 7
Alcance: 7
Engajamento: 5

Influência: 19

Vanderlan Cardoso (PSB)
Interações: 6
Alcance: 6
Engajamento: 5

Influência: 17

Adriana Accorsi (PT)
Interações: 4
Alcance: 2
Engajamento: 10

Influência: 16

Francisco Júnior (PSD)
Interações: 3
Alcance: 2
Engajamento: 8

Influência: 13

Djalma Araújo (Rede)
Interações: 2
Alcance: 2
Engajamento: 4

Influência: 8

Alexandre Magalhães (PSDC)
Interações: 1
Alcance: 1
Engajamento: 3

Influência: 5

Flávio Sofiati (PSol)
Interações: 1
Alcance: 1
Engajamento: 3

Influência: 5

Iris Rezende (PMDB)
Interações: 1
Alcance: 1
Engajamento: 1

Influência: 3

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247