Wellington acompanha julgamento de Lula em Porto Alegre

No Facebook, o governador do Piauí, Wellington Dias, postou: "Já estou em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, participando do evento "Mulheres Pela Democracia e Pelo Direito de Lula Ser Candidato"; milhares de pessoas reunidas em frente à Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, lutando pelos seus ideais e pela democracia do nosso país!"

No Facebook, o governador do Piauí, Wellington Dias, postou: "Já estou em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, participando do evento "Mulheres Pela Democracia e Pelo Direito de Lula Ser Candidato"; milhares de pessoas reunidas em frente à Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, lutando pelos seus ideais e pela democracia do nosso país!"
No Facebook, o governador do Piauí, Wellington Dias, postou: "Já estou em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, participando do evento "Mulheres Pela Democracia e Pelo Direito de Lula Ser Candidato"; milhares de pessoas reunidas em frente à Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, lutando pelos seus ideais e pela democracia do nosso país!" (Foto: Leonardo Lucena)

247, com Piauí Hoje - O governador Wellington Dias foi a Porto Alegre (RS) nessa terça-feira (23) para participar de um ato político em defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Nesta quarta-feira (24), o governador permanece em Porto Alegre juntamente com uma comitiva de petistas piauienses para acompanhar de perto o julgamento de Lula que acontece desde às 8h30 no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

Além de Wellington Dias, a senadora Regina Sousa (PT) e o deputado federal Assis Carvalho (PT)também estão em Porto Alegre manifestando apoio ao ex-predidente da República.

Em seu perfil no facebook, o governador do Piauí postou: "Já estou em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, participando do evento "Mulheres Pela Democracia e Pelo Direito de Lula Ser Candidato".Milhares de pessoas reunidas em frente à Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, lutando pelos seus ideais e pela democracia do nosso país!".

O Ministério Público denunciou Lula, em setembro de 2016, acusando o ex-presidente de ter recebido R$ 3,7 milhões em benefício próprio da empreiteira OAS, entre 2006 e 2012, através de um triplex no Guarujá (SP). Mas um dos procuradores, Henrique Pozzobon admitiu não existir "prova cabal" de que o petista é "proprietário no papel" do tripléx. 

"Precisamos dizer desde já que, em se tratando da lavagem de dinheiro, ou seja, em se tratando de uma tentativa de manter as aparências de licitude, não teremos aqui provas cabais de que Lula é o efetivo proprietário no papel do apartamento, pois justamente o fato de ele não figurar como proprietário do tríplex, da cobertura em Guarujá é uma forma de ocultação, dissimulação da verdadeira propriedade", disse o procurador.

Antes da condenação, o ex-presidente publicou no site do Instituto Lula um dossiê completo em que disponibiliza todos os documentos referentes ao apartamento. Foram publicados seus contratos com a Bancoop, sua declaração de Imposto de Renda, a declaração de bens ao Tribunal Superior Eleitoral e os contratos que compravam a desistência da ex-primeira-dama Marisa Letícia em continuar com o imóvel (veja aqui).

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247