Wellington: ‘Lula não tem um bem móvel ou imóvel que não esteja comprovado’

Ao comentar a pesquisa Datafolha sobre intenções de voto para presidente da República, o governador do Piauí, Wellington Dias, afirmou que a população acredita na inocência do ex-presidente Lula; o petista aparece na frente dos prováveis adversários, com mais de 30% em todos os cenários políticos; "A população cada vez mais compreende que há um fato concreto: até hoje não acharam um centavo na conta do Lula. Nem um bem móvel ou imóvel que tenha seu nome que não esteja comprovado na legalidade. Não há nenhuma conta no exterior, não há mala de dinheiro", disse Wellington

Ao comentar a pesquisa Datafolha sobre intenções de voto para presidente da República, o governador do Piauí, Wellington Dias, afirmou que a população acredita na inocência do ex-presidente Lula; o petista aparece na frente dos prováveis adversários, com mais de 30% em todos os cenários políticos; "A população cada vez mais compreende que há um fato concreto: até hoje não acharam um centavo na conta do Lula. Nem um bem móvel ou imóvel que tenha seu nome que não esteja comprovado na legalidade. Não há nenhuma conta no exterior, não há mala de dinheiro", disse Wellington
Ao comentar a pesquisa Datafolha sobre intenções de voto para presidente da República, o governador do Piauí, Wellington Dias, afirmou que a população acredita na inocência do ex-presidente Lula; o petista aparece na frente dos prováveis adversários, com mais de 30% em todos os cenários políticos; "A população cada vez mais compreende que há um fato concreto: até hoje não acharam um centavo na conta do Lula. Nem um bem móvel ou imóvel que tenha seu nome que não esteja comprovado na legalidade. Não há nenhuma conta no exterior, não há mala de dinheiro", disse Wellington (Foto: Leonardo Lucena)

Piauí 247 - Ao comentar a pesquisa Datafolha sobre intenções de voto para presidente da República, o governador do Piauí, Wellington Dias, afirmou que a população acredita na inocência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O petista aparece na frente dos prováveis adversários, com mais de 30% em todos os cenários políticos.

"A população cada vez mais compreende que há um fato concreto: até hoje não acharam um centavo na conta do Lula. Nem um bem móvel ou imóvel que tenha seu nome que não esteja comprovado na legalidade. Não há nenhuma conta no exterior, não há mala de dinheiro", disse Wellington, durante o lançamento do Podemos, na sede da Fiepi, em Teresina.

Na pesquisa estimulada, em que são exibidos cartões com os nomes dos candidatos, Lula lidera em todos os cenários em que participa, com pelo menos 35% das intenções de voto. A taxa de rejeição ao ex-presidente caiu nos últimos três meses. Segundo o Datafolha, 46% dos eleitores disseram em junho que não votariam em Lula de jeito nenhum. Agora, 42% têm essa opinião. O Datafolha fez 2.772 entrevistas em 194 cidades. A margem de erro do levantamento é de dois pontos percentuais para mais ou para menos (leia aqui).

De acordo com o chefe do executivo estadual, a população percebeu que a Justiça tem que ter a liberdade da investigação, que todos apoiam o combate à corrupção. "Mas não é razoável o uso político que se faz. Para a população, já se verifica como uma verdadeira perseguição a um líder da importância do Lula. O Lula tem um legado, uma história, tem trabalho e não é alguém que apareceu do nada. É corajoso para fazer por quem mais precisa e é isso que está expresso na pesquisa", avaliou.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247