Zezinho: PMDB tem que ser protagonista em Aracaju

O agora ex-secretário da Saúde e pré-candidato a prefeito de Aracaju pelo PMDB Zezinho Sobral se mostrou nesta quarta (30) confiante com a possibilidade de ser o escolhido pelo governador Jackson Barreto para ser o candidato do seu grupo; para ele, a solenidade na qual ele se desincompatibilizou do cargo de secretário é “simbólico”; “Mostra a firmeza do propósito do governador”, disse. Zezinho defendeu que o PMDB seja “protagonista” da eleição; ele disse que iniciará “um processo partidário de construção” de sua pré-candidatura

O agora ex-secretário da Saúde e pré-candidato a prefeito de Aracaju pelo PMDB Zezinho Sobral se mostrou nesta quarta (30) confiante com a possibilidade de ser o escolhido pelo governador Jackson Barreto para ser o candidato do seu grupo; para ele, a solenidade na qual ele se desincompatibilizou do cargo de secretário é “simbólico”; “Mostra a firmeza do propósito do governador”, disse. Zezinho defendeu que o PMDB seja “protagonista” da eleição; ele disse que iniciará “um processo partidário de construção” de sua pré-candidatura
O agora ex-secretário da Saúde e pré-candidato a prefeito de Aracaju pelo PMDB Zezinho Sobral se mostrou nesta quarta (30) confiante com a possibilidade de ser o escolhido pelo governador Jackson Barreto para ser o candidato do seu grupo; para ele, a solenidade na qual ele se desincompatibilizou do cargo de secretário é “simbólico”; “Mostra a firmeza do propósito do governador”, disse. Zezinho defendeu que o PMDB seja “protagonista” da eleição; ele disse que iniciará “um processo partidário de construção” de sua pré-candidatura (Foto: Valter Lima)

Sergipe 247 - O agora ex-secretário da Saúde e pré-candidato a prefeito de Aracaju pelo PMDB Zezinho Sobral se mostrou nesta quarta-feira (30) confiante com a possibilidade de ser o escolhido pelo governador Jackson Barreto para ser o candidato do seu grupo. Para ele, a solenidade na qual ele se desincompatibilizou do cargo de secretário é “simbólico”. “Mostra a firmeza do propósito do governador”, disse. Zezinho defendeu que o PMDB seja “protagonista” da eleição.

Ele disse que iniciará “um processo partidário de construção” de sua pré-candidatura. “Não tenho a mínima ideia de como ficará, mas acredito que teremos um grande bloco de união com um objetivo de renovação dentro de um projeto vanguardista, que sempre foi a marca do governador Jackson Barreto”, afirmou.

Segundo Zezinho, o PMDB enxergou nele o nome ideal para representar a “visão de gestão” que Aracaju precisa. “Se o povo de Aracaju acharque é conveniente, que quer uma pessoa diferente e nova, estou à disposição”, frisou. Ele, no entanto, refutou a tese de que seja candidato a vice. “Eu não tenho proposta de vice. O PMDB não pode ser coadjuvante. Tem que ser protagonista do processo”, defendeu.

“Era só denúncia”

Em seu discurso na solenidade de desincompatibilização, Zezinho destacou avanços da Saúde durante a sua gestão. “Temos avanços e melhorias em todas as áreas. Antes, a Saúde era feita de denúncia, reclamação e queixas das pessoas que queriam desconsiderar o serviço espetacular que e feito por essas pessoas que integram o setor. A saúde em Sergipe funciona. Sei que falta muita coisa, mas ela é resolutiva, atende, encaminha”, destacou.

Continuidade

Já a nova secretária de Saúde, Conceição Mendonça, disse que encara a nova função como um “desafio muito grande”, mas afirmou que tem “coragem para seguir em frente o trabalho transparente de Zezinho e Jackson”.

“Estamos dando continuidade ao trabalho de Zezinho, cuidando de toda rede hospitalar, atento ao processo da microcefalia, promovendo maiores recursos para que possamos ter assistência mais qualificada. Vamos seguir em frente neste trabalho. Tem planejamento, tem continuidade, olhando para as portas de entrada nos hospitais, consolidando os protocolos, priorizando a linha de atendimento ao paciente de forma rápida”, afirmou.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247