Caitlin Johnstone: civilização forjada em mentiras e violência está em colapso

Jornalista australiana Caitlin Johnstone, no entanto, aponta que ainda existe esperança para a espécie humana

www.brasil247.com -
(Foto: Reuters)


Artigo de Caitlin Johnstone* originalmente publicado em seu site. Traduzido e adaptado por Rubens Turkienicz com exclusividade para o Brasil 247

É Verdade Que Esta Civilização é Feita de Mentiras

É verdade que esta civilização é feita de mentiras, foi criada por mentiras, é empoderada por mentiras, é controlada por mentiras.

E é verdade que esta civilização é tecida de violência, foi parida por violência, é sustentada por violência, é preservada através da violência.

E é verdade que esta civilização é construída pela exploração, é operada por exploração, existe para facilitar a exploração, é o produto e o produtor da exploração.

E é verdade que esta civilização está voando de cabeça para o colapso em uma miríade de frentes e que qualquer tentativa de chamar a atenção para isso é respondida com uma rejeição de balançar a mão e uma declaração de “isso me deixa muito desconfortável”.

Mas também é verdade que uma beleza assombrosa rasga tudo isso, continuamente e amplamente, como um raio.

E também é verdade que há uma intimidade ilimitada escondida por baixo de todas as coisas que, se você gostar, poderia ser chamada de santidade.

E também é verdade que o 'self' é uma ilusão e que tudo que surge é livre por nascença e deliciosamente sem propósito.

E também é verdade que a ciência está na sua infância e que o que sabemos agora é um peixinho diminuto no vasto oceano daquilo que nós não sabemos.

E também é verdade que o universo é – Oh! - tão maior e – Oh! - tão mais velho que o nosso minúsculo cérebro primata jamais poderá ser capaz de compreender.

E também é verdade que é possível que o organismo humano passe por uma transformação radical na maneira na qual opera – da contração em torno da ilusão do ego até uma expressão do tamanho da vida da unidade de todas as coisas.

E também é verdade que a capacidade de ver beleza em tudo é uma habilidade que pode ser aprendida com maestria e que uma falha em apreciar a beleza de qualquer momento é simplesmente uma falha de percepção.

E também é verdade que você pode saber que está se aproximando da clareza neste sentido quando você é capaz de ver a beleza nos painéis de publicidade e no alvoroço de uma cidade muito ocupada com tanta facilidade quanto você pode vê-la na floresta.

E também é verdade que nós não somos feitos para parar de crescer e de aprender, e que ser a mesma pessoa que você foi há cinco anos é um sinal da vida de que algo não está certo.

E também é verdade que as medidas da nossa sociedade sobre o sucesso e o fracasso são feitas da mesma loucura que nos trouxe a esta bagunça e, portanto, pode ser ignorada quando criamos uma vida bela.

E também é verdade que você pode continuar a se apaixonar pelo seu parceiro romântico por tanto tempo quanto você está disposto a crescer e se expandir, e que a lua-de-mel nunca precisa terminar.

E também é verdade que a sua sexualidade por ser uma ferramenta poderosa para a cura, a criatividade e o crescimento se você consegue fazê-lo de maneira consciente.

E também é verdade que nada disso apaga a severidade da nossa situação e que todos nós devemos ter ternura uns com os outros à medida que mergulhamos naquilo que vem à seguir neste ponto sem precedentes da história humana.

E também é verdade que você deve ter ternura também para consigo mesmo, porque só quando nós amamos profundamente as nossas partes escondidas e sombrias podem ser persuadidas a aparecer à luz da verdade.

E também é verdade que você está fazendo o melhor que pode e que quaisquer erros que você tenha cometido até este momento só ocorreram porque você ainda não tinha consciência suficiente para tomar decisões diferentes.

E também é verdade que você está brilhando com beleza e seria uma enorme vergonha se você nunca se permitir ver isso.

E também é verdade que a própria humanidade está brilhando com beleza e que a única coisa pior do que a nossa espécie escapulir seria se ela escapulisse sem realmente ver e apreciar a si própria.

*Caitlin Johnstone é uma experiente jornalista independente e escritora australiana, baseada em Melbourne, publicando o seu trabalho em diversos veículos internacionais

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email