“Eu não vou ser silenciada”, diz vereadora do PT ameaçada de morte

Duda Hidalgo, de Ribeirão Preto (SP), afirma que “esse tipo de comportamento não pode ser normalizado”. Assista na TV 247

www.brasil247.com - Duda Hidalgo
Duda Hidalgo (Foto: Reprodução)


247 - A vereadora Duda Hidalgo (PT), de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, reafirmou, em entrevista à TV 247, que não vai se intimidar pelas ameaças de morte que sofreu. Por meio de um email institucional da Câmara Municipal, ela foi ordenada a desistir de sua atividade política, sob pena de ter sua “boca nojenta” calada “do pior jeito”, escreveu um mensageiro anônimo. Duda Hidalgo acionou o Ministério Público e registrou um boletim de ocorrência.

A jovem política atribui a ameaça à noção de que minorias não devem ocupar o espaço político, tradicionalmente dominado pelo patriarcado. 

>>> Vereadora do PT é alvo de ameaças de morte: 'pode ter a boca calada do pior jeito'

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“É uma infelicidade, porque, no final das contas, isso vem de um ‘negar esse espaço’ das minorias políticas. Esses espaços nunca foram adaptados para nós estarmos lá. Não somos nós que temos que nos adaptar a esses espaços. O patriarcado tem muito disso, de fazer com que moldemos nossas posturas e nossas atitudes. A mulher que seria ideal para o patriarcado é aquela que é obediente, que usa tons pastel, cuida dos sobrinhos nos finais de semana e não levanta a voz quando é chamada a atenção ou quando ela sofre algum tipo de violência. Só que já cansamos de ser essa mulher. Cansamos de ser silenciadas, e eu não vou ser silenciada, e não vou deixar que outras mulheres sejam silenciadas”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ela afirma que jovens lideranças precisam ter coragem e insistir na luta política, mesmo diante das ameaças: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Existem inúmeras injustiças que são cometidas Brasil afora, e esse tipo de comportamento não deve ser normalizado. Então, é preciso ter coragem para ser teimoso mesmo quando enfrentamos o patriarcado, porque é uma luta muito difícil e às vezes é só mais fácil e mais cômodo que vejamos pessoas saindo desses espaços, dizendo que não vão se candidatar mais a cargos políticos porque vão sofrer violência”. 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email