CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Conselho recomenda afastamento do presidente da Funai

Conselho de Direitos Humanos citou denúncias sobre a diminuição da segurança no Vale do Javari depois que os corpos de Bruno Pereira e Dom Phillips foram encontrados

Marcelo Xavier, presidente da Funai
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

247 - O Conselho Nacional de Direitos Humanos, ligado ao Ministério da Justiça, recomendou nesta quarta-feira (22) o afastamento do presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Marcelo Xavier, por causa do assassinato do indigenista da Funai Bruno Pereira e do jornalista inglês Dom Phillips, no dia 5 deste mês, na Amazônia. De acordo com informações publicadas nesta quarta pelo Jornal Nacional, no documento, o conselho citou denúncias de que a Funai e as forças de segurança diminuíram a presença na região do Vale do Javari depois que os corpos do indigenista e do jornalista foram encontrados na semana passada.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conselho pediu que a União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja) seja reconhecida como entidade de defesa dos direitos dos indígenas da região. Segundo o conselho, a Polícia Federal precisa garantir a continuidade das investigações sobre o crime organizado na região.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De acordo com o presidente da CNDH, Darci Frigo, o ministro da Justiça, Anderson Torres, "terá que avaliar as graves situações de violações de direitos humanos e a partir daí tomar esta decisão". "Se ele não tomar, o Ministério Público ou uma outra instituição poderá acionar a autoridade perante o Poder Judiciário", disse.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DAS RECOMENDAÇÕES

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE