Fiocruz: desmatamento e caça ilegal podem causar novas epidemias no Brasil

A derrubada de florestas faz patógenos que circulavam restritamente em um grupo animal infectarem outras espécies, incluindo humanos, de acordo com o Instituto Oswaldo Cruz

www.brasil247.com -
(Foto: Reuters)


247 - Pesquisadoras do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), no Rio de Janeiro, afirmaram, em estudo publicado na revista científica Science Advances, que o desmatamento aumenta a possibilidade de surgirem doenças. O contágio por infecções de origem animal acontece em consequência do "spillover" (transbordamento, em tradução literal), quando os "patógenos", como vírus e parasitas, que circulavam restritamente em um grupo animal passam a infectar outras espécies, incluindo humanos. As informações foram publicadas em reportagem da CNN Brasil

De acordo com Cecília Siliansky de Andreazzi, uma das autoras do artigo e  pesquisadora do Laboratório de Biologia e Parasitologia de Mamíferos Silvestres Reservatórios, "o fluxo humano é crucial no espalhamento de zoonoses, principalmente em infecções cuja transmissão ocorre de pessoa para pessoa após o salto de espécies, como é o caso da Covid-19". "A partir do momento em que esses patógenos alcançam cidades super espalhadoras, como São Paulo e Manaus, a transmissão é amplificada e exportada para diversas outras regiões", acrescentou. 

Doenças também se espalham por conta da caça descontrolada. Gisele Winck, primeira autora do artigo e pesquisadora do Laboratório de Biologia e Parasitologia de Mamíferos Silvestres Reservatórios do IOC, disse que a "infecção pode ocorrer em diversas etapas: ao adentrar a floresta, quando o caçador fica exposto a mosquitos, carrapatos e diversos outros vetores de patógenos; no ato da caça, ao sofrer um corte ou arranhão que entre em contato com fluidos animais; no preparo da carne, quando há o contato direto com vísceras, que também são comumente oferecidas como alimentos crus para cães e gatos de estimação; e no consumo final da carne, caso não seja bem armazenada ou cozida".

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email