Fundo Amazônia será reiniciado no início do próximo ano, diz ministro norueguês

O fundo, que contém 542 milhões de dólares para proteção da floresta tropical, foi congelado pelo presidente Jair Bolsonaro

www.brasil247.com - Ministro do Clima e do Meio Ambiente da Noruega, Espen Barth Eide
Ministro do Clima e do Meio Ambiente da Noruega, Espen Barth Eide (Foto: Fredrik Varfjell/NTB/via REUTERS)


SHARM EL-SHEIKH, Egito (Reuters) - O Fundo Amazônia, apoiado pela Noruega e criado para auxiliar na proteção da floresta amazônica, será reiniciado "muito em breve após 1º de janeiro", disse o ministro do Meio Ambiente da Noruega, Espen Barth Eide, à Reuters nesta quinta-feira.

O fundo, que contém 542 milhões de dólares para proteção da floresta tropical, foi congelado pelo presidente Jair Bolsonaro.

Eide disse que a ajuda deve ser retomada logo após o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva assumir o cargo, o que acontecerá em 1º de janeiro de 2023.

Eide se encontrou com Lula na manhã desta quinta-feira durante a cúpula climática da Organização das Nações Unidas (ONU) COP27, realizada no Egito.

A Noruega é o maior doador para o fundo.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247