Queimadas: Amazônia tem pior junho em 15 anos

As queimadas são uma maneira de abrir terreno e consolidar a ocupação ilegal de terras

www.brasil247.com - Vista aérea da Amazônia após queimadas perto de Apuí, no Amazonas
Vista aérea da Amazônia após queimadas perto de Apuí, no Amazonas (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)


247 - O Programa Queimadas do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) contabilizou 2.562 focos de incêndio na Amazônia ao longo de junho. 

O pico anterior havia sido registrado em 2007, com 3.519 focos ativos. Anteriormente, o ponto máximo atingido em um mês de junho havia sido em 2004, com 9.179 focos. A série histórica iniciou em 1998.

A temporada de seca, iniciada no mês passado, fez os números subirem. As queimadas são uma maneira de abrir terreno e consolidar a ocupação ilegal de terras. 

No último dia 23, Jair Bolsonaro assinou um decreto que proíbe o uso do fogo em todo o país pelos próximos 120 dias, suspendendo as autorizações para práticas agrícolas. (Com informações da Folha de S. Paulo). 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email