2012 foi ano de "pibão" para a Globo

Grupo da família Marinho fechou o ano de 2012 com um crescimento de 16% nas receitas líquidas líquidas e chegou a R$ 12,7 bilhões - publicidade representa 71% do faturamento total; desempenho ultrapassa média do mercado publicitário brasileiro no ano, que cresceu 6%

2012 foi ano de "pibão" para a Globo
2012 foi ano de "pibão" para a Globo
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Na contramão da crise, as Organizações Globo, grupo de comunicação que controla a TV Globo, TVs por assinatura, revistas As e veículos de internet, fecharam o ano de 2012 com um crescimento de 16% nas receitas líquidas e chegaram a R$ 12,7 bilhões.

Segundo o Teletime, as receitas publicitárias obtidas pela empresa, em TV aberta, paga e nos veículos impressos e de internet, cresceram 10% em 2012, somando R$ 9 bilhões em 2012. O segmento representa 71% do faturamento total do grupo, ante 25% do segmento "conteúdo e programação" e 4% de outras receitas.

O salto ultrapassou a média do mercado publicitário no ano, que cresceu 6%, totalizando um faturamento de R$ 44,8 bilhões, segundo o projeto Inter-Meios, do grupo Meio&Mensagem.

Para Carlos Henrique Schroder, diretor-geral do canal, a internet tem funcionado como uma alavanca da audiência. "Vimos no Oscar que quem comentava a cerimônia na internet ia assisti-la na TV", disse.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email