'A onda do voto útil começou forte', diz Eliane Cantanhêde

"A onda do voto útil, comum na reta final das campanhas, já começou e começou forte, com os artistas puxando a fila, os intelectuais indo atrás", diz a jornalista

www.brasil247.com -
(Foto: RICARDO STUCKERT)


247 - A jornalista Eliane Cantanhêde afirma, em sua coluna no jornal O Estado de S. Paulo, “a onda do voto útil, comum na reta final das campanhas, já começou e começou forte, com os artistas puxando a fila, os intelectuais indo atrás e um personagem-chave, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, dando aos tucanos e ao próprio centro uma sinalização a favor de Luiz Inácio Lula da Silva, mas, mais ainda, contra Jair Bolsonaro”. 

“Apesar de não citar Lula e Bolsonaro, o texto de FHC não deixa dúvida, ao defender o combate à pobreza e à desigualdade, direitos iguais independentemente de raça, gênero e orientação sexual, valorização da educação e da ciência, preservação do ambiente, fortalecimento das instituições e recuperação da imagem internacional do Brasil”, ressalta Cantanhêde. 

“É tudo que separa Lula e Bolsonaro, logo, é fácil identificar quem está de um lado e do outro nessas questões tão fundamentais”, observa. Apesar da movimentação, ela avalia que “esse movimento pelo voto útil, porém, criou uma expectativa que se frustrou nesta quinta-feira, 22, com o Datafolha, pois não alavancou os candidatos do petista em Estados decisivos”.  

“Conclui-se, assim, que a onda do voto útil está restrita a cúpulas e famosos e não chegou à sua excelência, o eleitor. Mas vai chegar, porque o momento empurra para isso, as ameaças de Bolsonaro assustam e a história mostra que sempre acontece. O desafio de Lula para vencer no primeiro turno é esse: disparar no Sudeste com o voto útil”, finaliza.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email