Acusação de propina da Globo é destaque no New York Times

Maior jornal dos Estados Unidos, o The New York Times destacou em sua edição de hoje a notícia de que a Globo e outros grupos de comunicação pagaram propinas para adquirir direitos de transmissão; tanto a Globo quanto a Traffic, de J.Hawilla, sócio da emissora estão sendo investigadas

Maior jornal dos Estados Unidos, o The New York Times destacou em sua edição de hoje a notícia de que a Globo e outros grupos de comunicação pagaram propinas para adquirir direitos de transmissão; tanto a Globo quanto a Traffic, de J.Hawilla, sócio da emissora estão sendo investigadas
Maior jornal dos Estados Unidos, o The New York Times destacou em sua edição de hoje a notícia de que a Globo e outros grupos de comunicação pagaram propinas para adquirir direitos de transmissão; tanto a Globo quanto a Traffic, de J.Hawilla, sócio da emissora estão sendo investigadas (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O maior jornal dos Estados Unidos, o The New York Times destacou em sua edição de hoje a notícia de que a Globo e outros grupos de comunicação pagaram propinas para adquirir direitos de transmissão.

Tanto a Globo quanto a Traffic, de J.Hawilla, sócio da emissora estão sendo investigadas.

Abaixo, um trecho da reportagem:

Burzaco disse que outras empresas de mídia, incluindo Traffic, Televisa, Media Pro, TV Globo e Full Play Argentina, também pagaram subornos por direitos de futebol. Em uma declaração, a Globo negou veementemente fazer subornos e disse que estava disposta a cooperar com as autoridades dos Estados Unidos.

O testemunho chegou no segundo dia do julgamento de três ex-oficiais de futebol sul-americanos acusados ​​de receber subornos em uma extensa investigação sobre a corrupção da Fifa, o órgão de governo do esporte. Burzaco, o ex-chefe da Torneos e Competencias, que se declarou culpado de conspiração de ofensas e outras acusações, surgiu como uma testemunha chave contra José Maria Marin, Manuel Burga e Juan Ángel Napout.

Reveja o programa "Leo ao quadrado", que debateu o tema e inscreva-se na TV 247

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247