Acusado de misoginia, Temer busca uma mulher para ser porta-voz

"O presidente quer uma mulher como porta-voz", disse ao jornal Valor um auxiliar presidencial; logo depois da posse, com todos os ministros homens, ele viu seu governo ser acusado de misoginia; nesta quarta-feira, toma posse na AGU a primeira ministra: Grace Mendonça

O presidente interino Michel Temer coordena a primeira reunião ministerial de seu governo, às 9h, no Palácio do Planalto
O presidente interino Michel Temer coordena a primeira reunião ministerial de seu governo, às 9h, no Palácio do Planalto (Foto: Leonardo Attuch)

247 – Contrata-se uma mulher no Palácio do Planalto. O trabalho: ser porta-voz de Michel Temer e tentar apagar a imagem de um governo misógino, que montou um "machistério" em Brasília.

É o que informam Andrea Jubé e Bruno Peres, no Valor:

"Preocupado em ampliar a representatividade feminina no primeiro escalão, o presidente Michel Temer agora procura uma mulher para assumir a função de porta-voz do governo. Hoje, Temer dará posse à ministra-chefe da Advocacia-Geral da União, Grace Mendonça, que passa a ser a primeira mulher no alto escalão do governo. E nos próximos dias, a primeira-dama, Marcela Temer, assumirá a coordenação do programa Criança Feliz, com foco na primeira infância", escreve.

"O presidente quer uma mulher como porta-voz", disse ao Valor um auxiliar presidencial. Ele explicou que Temer realmente se ressente da ausência de mulheres no primeiro time do Executivo federal."

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247