Apesar do apoio de Bolsonaro, SBT enfrenta nova onda de demissões

Uma nova onda de demissões foi iniciada nesta semana no SBT com o propósito de fechar o ano sem prejuízo financeiro, mesmo com as verbas publicitárias que o canal recebe do governo Bolsonaro

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Uma nova onda de demissões foi iniciada nesta semana no SBT e nas demais empresas que compõem o Grupo Silvio Santos com o propósito de fechar o ano sem prejuízo financeiro, mesmo com as verbas publicitárias que o canal recebe do governo Bolsonaro. 

Segundo informações do Portal UOL, O clima, como era de se esperar, é de tensão e desespero. Os cortes irão atingir todos os setores, inclusive o artístico. O repórter Everton Di Souza, o Fofoquito, foi uma das primeiras vítimas dessa reestruturação, que deve se estender até dezembro. 

Os cortes têm sido determinados pela Galeazzi & Associados, consultoria especializada em ajudar empresas a reequilibrarem suas contas e voltar a apresentar lucros ou evitar desperdício de dinheiro. A agência já presta serviços à emissora.  

Este é o terceiro ano consecutivo que o SBT promove demissões no último trimestre do ano, para conseguir fechar o ano no azul. Em 2017, a emissora dispensou cerca de 100 profissionais para economizar R$ 12 milhões. A rede de Silvio Santos tem mantido seu faturamento na casa de R$ 1 bilhão por ano, mas, considerando a inflação, encolheu 13% nos últimos quatro anos.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247